Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

MAMÃE E EU.

Publicado em 20/07/2023 por mariana silva

CONFESSO QUE A PRINCIPIO FIQUEI MUITO MAL PORQUE NO ATO ACABEI CORRESPONDENDO POR NÃO CONSEGUI PENSAR EM OUTRA ALTERNATIVA, POREM COM O PASSAR DOS DIAS, AS LEMBRANÇAS PARECE QUE IAM SE PURIFICANDO EM MINHA MENTE ME DEIXANDO COM UM MISTO DE ANGUSTIA, NOJO SENDO A ESTRANHA EXCITAÇÃO SUPERANDO TODO E QUALQUER SENTIMENTO, POR ISSO RESOLVI RELATAR PARTILHANDO COM VOCES O ACONTECIDO, INFORMO TAMBÉM QUE ESTOU MELADINHA SÓ EM REVIVER ESSE ACONTECIMENTO EM MINHA MEMORIA; VAMOS LÁ. LEMRANDO QUE OS NOMES DESTE RELATO SÃO FICTICIOS, TÁ.

ME CHAMO MARIANA, MARI PARA OS INTIMOS, MINHA MAMÃE QUE É SOLO SE CHAMA DEBORA, TEM TRINTE E SEIS ANOS ME TENDO MUITO NOVINHA FRUTO DE UM CASO ESCONDIDO QUE TEVE COM SEU TIO, IRMÃO DE MEU PAI QUE ACABOU MORRENDO NA CADEIA QUANDO ROBOU UM CARRO EM NOSSA CIDADE.

MINHA MÃE RECEBEU UMA BOA INDENIZAÇÃO DE MINHA AVÓ, DESCOBRINDO ANOS DEPOIS QUE A MAIOR PARTE FOI DADO PELA MINHA TIA, COM ESSE DINHEIRO VEIO EMBORA PARA SÃO PAULO DEPOIS DE SER EXPULSA DE CASA PELOS MEUS AVÓS MESMO GRAVIDA, DESDE ENTÃO NÃO FALA COM SEUS FAMILIARES, SENDO VOVÓ A ÚNICA QUE VEZ OU OUTRA VEM NOS VISITAR.

MAMÃE SEMPRE RALOU MUITO PARA ME CRIAR ME DANDO DO BOM E MELHOR, QUANDO PERCEBEU QUE ESTAVA MAL EM ALGUMAS MATERIAS CONTRATOU VANESSA UMA DE MINHAS PROFESSORAS QUE ERA UMA DE MINHAS POUCOA AMIGAS, PARA ME DÁ AULAS PARTICULARES E EM POUCO TEMPO MORRIA DE CIUMES AO VER O CARINHO E ATENÇÃO QUE MAMI DAVA PARA A PROFESSORA CHEGANDO A FICAR CONTRA MIM, EM ALGUMAS VEZES ME MATANDO DE CIUMES, MAIS POR TER ROUBADO MINHA AMIGA.

MAMÃE E VANESSA NÃO SE LARGAVAM MAIS SAINDO JUNTAS, O BOM DISSO É QUE VIA MINHA MÃE FELIZ COMO NUNCA E BASTANTE PREOCUPADA PORQUE VANESSA NAÕ FECHAVA CEM POR CENTO COM MINHA MÃE PARECENDO EVITAR ELA, EM ALGUMAS VEZES DANDO PARA SENTIR QUE FICAVA BASTANTE CONSTRAGIDA EVITANDO CONTATO COM ELA, PRINCIPALMENTE QUANDO EU ESTAVA POR PERTO.

NUMA NOITE DE CHUVA FORTE MAMÃE CONSEGUIU CONVENCER VANESSA DORMIR EM CASA E ELA SÓ ACEITOU QUANDO MAMÃE MUDOU OS PLANOS FALANDO QUE EU DORMIRIA COM ELA E VANESSA DORMIRIA EM MEU QUARTO O QUE ADOREI PORQUE VEZ OU OUTRA MINHA MAMÃE ME DEIXAVA DORMIR AGARRADINHA NELA O QUE ERA MUITO GOSTOSO PORQUE ISSO ME DAVA SENSAÇÕES MARAVILHOSAS, PRINCIPALMENTE QUANDO SENTIA O CORPO DE MAMÃE APERTANDO O MEU COM SEU SEIOS PRESIONANDO MINHAS COSTAS.

FUI A PRIMEIRA A ME RECOLHER ENQUANTO MAMÃE TERMINAVA SUA TERCEIRA OU QUARTA TAÇA DE VINHO ENQUANTO CONVERSAVA COM VANESSA NA SALA, QUANDO FOI GUARDAR O CARRO E TRANCAR A CASA VANESSA MANDOU DEIXAR COM ELA VINDO ME SOCORRER QUANDO CHAMEI POR MAMÃE QUANDO UM FORTE TROVÃO QUE CHEGOU A TREMER A CASA COM A ENERGIA ELETRICA ACABANDO E COM A LANTERNA DO CELULAR VANESSA PRENDEU MEUS CABELOS ME AJUDANDO A COLOCAR A CAMISOLA ME CONVENCENDO A TIRAR A CALCINHA AFIRMANDO SER BENEFICO PARA A SAÚDE E BORRIFANDO SEU PERFUME EM MEU CORPO SUSSURRANDO EM MEU OUVIDO QUE TROCASSE DE LUGAR COM ELA PORQUE MORRE DE MEDO DE DORMIR SOZINHA NO ESCURO PEDINDO QUE NÃO FALASSE NADA PARA MINHA MÃE.

ELA PRATICAMENTE ME COLOCOU NA CAMA COMO MAMÃE NÃO FAZIA A TEMPOS E SUSSURRANDO EM MEU OUVIDO ME DANDO BOA NOITE, ME LEMBROU DE NÃO CONTAR NADA PARA MINHA MÃE, AO SE DESPEDI ME DEU UM BEIJO DEMORADO NO ROSTO SEM IMPORTAR QUE SUA BOCA PEGOU NO CANTO DA MINHA DEIXANDO O GOSTO DE SEU BATOM EM MINHA BOCA E ME COBRINDO ME DEIXOU PENSANDO QUE FORA SEM QUERER.

DORMIA GOSTOSO SONHANDO QUE VOAVA, SENTINDO CALAFRIOS NA BARRIGA QUANDO DAVA VOOS RAZANTES E NUM DESSES ACORDEI ASSUSTADA FICANDO SEM AÇÃO AO SENTIR MINHA CAMISOLINHA LEVANTADA E AQUELA BOCA QUENTE E MOLHADA CHUPANDO MEUS SEIOS ENQUANTO AQUELA MÃO DE VELUDO ALISAVA O OUTRO ME CALANDO DE VEZ QUANDO RECEBI AQUELE BEIJO NA BOCA CHUPANDO AQUELA LÍNGUA ÁVIDA COMO QUE AUTOMATICAMENTE ENQUANTO AUMENTAVA AS SUGADAS E CHUPÕES NELA.

CONFESSO QUE MINHA VONTADE ERA PUXAR ELA DE VOLTA NÃO DEIXANDO QUE DESGRUDASSE AQUELA BOCA QUENTE DA MINHA, POREM QUANDO MORDEU MEU PESCOÇO DANDO MORDIDINHAS E CHUPADAS EM MINHA ORELHA, DELIREI QUANDO PASSOU LAMBENDO MEUS SEIOS ME FAZENDO ARREPIAR AO PASSAR POR MINHA BARRIGA E SE AJEITANDO ENTRE MINHAS PERNAS COMENTOU ALGO POR ESTAR SEM CALCINHA ME MATANDO AO LAMBER MINHA VIRILHA SUBINDO COM A BOCA DANDO BEIJINHOS EM MINHA PELVIS, APSSAVA PARA O OUTRO LADO ME DEIXANDO COM VONTADE DE MIJAR SENTINDO MINHA BOCETINHA INCHADA DANDO PARA SENTIR LIQUIDOS QUENTE QUE ESCORRIA DELA.

QUANDO AQUELA MÃOS MACIAS SEGURARAM MINHAS COXAS LEVANTANDO MINHAS PERNAS NO AR ME DEIXANDO BEM ABERTA COM A BOCETA EXPOSTA, NÃO CONSEGUI SEGURAR O GRITINHO DE SURPRESA E PRAZER QUANDO AQUELA LÍNGUA PAASOU EM MEU CUZINHO INDO PARA MINHA BOCETA, QUANDO CONCENTROU AS MAMADAS EM MEUS LÁBIOS COM A PONTA DA LÍNGUA SERPENTEANDO EM MEU GRELO SURTEI DE PRAZER GEMENDO ALTO E CHORAMINGANDO FIQUEI QUIETINHA QUANDO ELA PAROU DE ME CHUPAR ENQUANTO AS MÃOS TATIAVAM MEU CORPO E CHEGANDO EM MEU ROSTO DESFALECI DE PRAZER PORQUE URINEI DE MEDO E PRAZER QUANDO MAMÃE ILUMINOU MEU ROSTO COM SEU CELULAR QUERENDO SABER O QUE ESTAVA CONTECENDO ALI E AINDA GOZANDO, SOUBE DISSO DEPOIS, AGARREI MAMÃE PEDINDO DESCULPA COM ELA QUASE CORRESPONDENDO NOVAMENTE MEU BEIJO E SE IMPONDO ME TIROU DELA ME MANDANDO IR TOMAR BANHO ME DANDO MIL DESCULPAS ME PEDINDO PERDÃO PELO MAL ENTENDIDO.

DEPOIS DE ME AJUDAR A TROCAR A ROUPA DE CAMA MAMÃE ME ABRAÇOU POR TRÁS ME MANDANDO DORMIR E CARINHANDO MINHA CABEÇA FAZENDO CAFUNÉ NELA COM SEU CORPO GRUDADO AO MEU E COMO QUE SENTINDO SUA BOCA EM MINHA BOCETA ACABEI DORMINDO ENQUANTO ELA CANTAVA PARA MIM.

DIA SEGUINTE PASSEI A MANHA TODA NA CAMA EM INDO PARA A ESCOLA, A TARDE TOMAVA BANHO QUANDO VANESSA CHEGOU PARA NOSSA AULA E ENTRANDO NO BANHEIRO PARECENDO QUE NEM ESTAVA ALI TIROU A CALCINHA DEIXANDO A NOS JOELHOS E ENQUANTO URINAVA ME PERGUNTOU COMO FOI COM MINHA MÃE CHEGANDO A DAR CALAFRIOS NA BARRIGA AO ME FAZER LEMBRAR DISSO, ASSIM QUE LEVANTOU, QUANDO VESTIU A CALCINHA AGARREI ELA DANDO UM BEIJO GOSTOSO E SEM JEITO EM SUA BOCA E MESMO DANDO MIL DESCULPAS FALANDO QUE AQUILO NÃO ERA CERTO ME COLOU NA PAREDE BEIJANDO MINHA BOCA BEM MAIS GOSTOSO QUE MINHA MÃE E ABAIXANDO MAMOU MINHA BOCETA ENQUANTO ALISAVA MEUS SEIOS ME DANDO ORGASMOS DELICIOSOS E JÁ MOLINHA DE TANTO GOZAR COM ELA GRUDADA EM MIM ALTERNANDO OS BEIJOS APAIXONANTES COM LAMBIDAS EM MEUS SEIOS ENQUANTO ALISAVA MINHA BOCETA ME FAZENDO DERRTER EM ORGASMOS, QUANDO ABRIU MEUS LÁBIOS VAGINAIS COM UMA DAS MÃOS E COM A OUTRA COMEÇOU ME SIRIRICA COM OS DEDOS MÉDIO E INDICADOR ME FEZ DELIRAR NUM ORGASMO DELICIOSO E INTENSO ENQUANTO ABAFAVA MEUS GEMIDOS COM NOSSAS BOCAS COLADA UMA NA OUTRA TENDO QUE ME SEGURAR PARA NÃO CAIR QUANDO GOZEI E ME AJUDANDO A ME RECOMPOR ME MANDOU TERMINAR MEU BANHO ME DEIXANDO ESPERANÇOSA A FALAR QUE DEPOIS ME DEIXAR LAMBER ELA TODINHA.

DESDE ENTÃO NÃO PERDEMOS ORPORTUNIDADE DE NOS PEGAR COM ELA SEM JEITO QUANDO PERGUNTO SE ESTA PEGANDO MINHA MÃE, POREM AINDA NÃO CONSEGUIMOS UM TEMPO SÓ PARA NÓS O QUE DEIXA MINHA BOCETA MELADAINHA NÃO VENDO A HORA DISSO ACONTECER. QUANTO AMINHA MÃE, MESMO ELA NÃO QUERENDO ADMITIR ESTÃO NAMORANDO O QUE DIFICULTA ARRUMAR UM TEMPO PARA NÓS, POREM QUANDO ISSO ACONTECER ESCREVEREI CONTANDO NOVAMENTE PARA TENTAR EXPLICAR COMO É O GOSTO DE UMA BOCETA.

BEIJOS MARI.

1002 views

Contos relacionados

Transei com a minha prima e a filha dela

Transei com a minha prima e a filha dela Era um sábado, estávamos comemorando o aniversário do marido da minha prima, ela tinha 40 anos e um corpo de dar inveja em qualquer mulher mais nova, a...

LER CONTO

QUE FAMILIA!

O EXEMPLO QUE TENHO DE FAMILIA É MINHA MÃE SAINDO COM QUASE TODOS OS HOMENS DA VILA, MEU PAI O DIA INTEIRO NO BAR COM MINHA MÃE MANDANDO EU E MINHA IRMÃ IR BUSCAR ELE O QUE ERA DIFICULTOSO PARA...

LER CONTO

viagem insolita parte 2

Quando o caminhão parou na praça, chegando de volta, foi então que senti um misto de arrependimento e remorso por tudo o que acontecera, confesso que desci com vergonha de encarar minha filha. E...

LER CONTO

TUDO EM FAMILIA!

NUMA NOITE VI SEM QUERER MINHA IRMAZINHA SENTANDO GOSTOSO NA PICA DE SUE NAMORADO ME DEIXANDO ABISMADO COM O MODO QUE REBOLAVA NAQUELE CACETÃO E DESDE ENTÃO CHEGAVA A FICAR DE PICA DURA, QUE JÁ NEM...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 2 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos