Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos interraciais » Velho negro catador de latinhas me comeu dentro de minha casa.

Velho negro catador de latinhas me comeu dentro de minha casa.

Publicado em 13/03/2023 por Laura Gomes Braga

Minha mãe faz parte de uma ONG para amenizar os sofrimentos dessas pessoas em situações de ruas ela recolhe ela recolhe e distribui alimentos , roupas,agasalhos para essas pessoas mais especificamente aqui do nosso bairro, ela se tornou muito conhecida entre essas pessoas em situações de ruas ela sempre deu muita atenção para essas pessoas.

Eu em particular não me envolvo com essas pessoas todavia eu nunca as ignorei e entre essas pessoas tem o senhor Ancelmo um homem negro já com seus sessenta anos ele é um catador de latinhas , ele quando passa aqui na rua que eu mais minha mãe moramos  ele procura minha mãe ela o atende na garagem , ela dá alguma coisa pra ele comer ou alguma coisa pra ele beber o homem agradeci e logo em seguida ele segui o seu caminho. O interessante que todas às vezes que ele vem aqui eu sempre estou em casa , o velho fica me olhando me encarando  e eu gosto de ficar com shortinhos curtos, shortinhos leggings mostrando minha bunda e parte da calcinha e eu gosto de ficar de top e até de sutiã , ele sempre tenta conversar comigo puxando assuntos mas eu não dou sequências às conversas porém todas às vezes que ele vem aqui eu não deixo de observar como o pau dele tá sempre durão isso por causa do volumão na calça  ,eu fico desejando pegar naquele pau e fazer aquele boquete , chupar ele , eu fico imaginando o tamanho daquele pau certamente um pauzão e eu fico desejando aquele pau enterrado na minha buceta e a maioria das vezes eu bato uma siririca. Até que  aconteceu  que dia desses minha mãe foi para Sorocaba ver a mãe dela que é minha vó com isso eu fiquei sozinha aqui em casa , já eram quase vinte e uma horas chovia abundantemente eu ouço a campainha logo pensei quem seria aquela hora e com aquela chuvarada olhei pela câmera e reconhi era o Sr Ancelmo aquele velho negro que passa sempre por aqui e minha mãe sempre dá alguma coisa para ele se alimentar , entretanto a noite ele nunca veio aqui em casa.

Dando o Cuziho todo pela primeira vez

Mas como aquele homem não era estranho fui até a garagem abri o portão ele entrou estava todo molhado tremendo de frio e com um saco de latinhas ,eu já fui falando prá ele que eu estava sozinha a mãe tinha ido viajar, ele falou moça pode ficar tranquila não vou demorar não vou fazer nada com você, ele me perguntou se tinha alguma coisa pra ele comer porque estava com fome falei que sim tinha sim. Ele ficou na garagem entrei e fui providenciar a comida para o homem,mas fiquei com dó dele com aquela idade aquela hora da noite todo molhado, sentindo frio e com fome ,aí meu lado humano começou a me cobrar retornei a garagem e falei com o Sr Ancelmo prá ele entrar primeiro tomar um banho quente e levei ele  até ao banheiro , fui até um cômodo que minha mãe guarda coisas como roupas, agasalhos etc para essas pessoas em situações de ruas separei dois pares de roupas um para ele se vestir quando saísse do banheiro e outro coloquei em uma sacola prá ele levar e coloquei os pares de roupas no quarto de visitas .

Nisso eu ouço ele me chamando lá no banheiro fui ver o que o homem queria comigo ele me pediu uma toalha  , eu havia esquecido de colocar a toalha pra ele se enxugar, peguei uma toalha e levei , ele abriu um pouco a porta do banheiro foi o suficiente para eu mirar meus olhos naquele pauzão enorme tava durão levantado pronto para atacar e tive certeza que o velho tem um pauzão , que vontade de pegar naquele mastro passou pela minha cabeça, vontade de punhetar ele , chupar aquele pauzão , passei a toalha para o velho e fui preparar algo prá ele comer. Daí a pouco ele saiu do banheiro enrolado na toalha mostrei o quarto de visitas prá ele se vestir , ele entrou e fechou a porta ,eu muito safada corri e olhei do buraco da fechadura e vi quando ele tirou a toalha nossa que pau enorme daquele senhor negro parece que tá sempre durão e o desejo daquele pau entrando na minha buceta era inevitável e a vontade de chupar aquele pauzão só crescia dentro de mim. Ele então se vestiu e saíu do quarto e foi para garagem pois é alí costumeiramente que minha mãe  o atende dando coisas prá ele comer , preparei um prato de comida e levei prá ele , o homem comeu e estava pronto para ir embora, mas a chuva não parava estava mais intensa mais forte , não seria correto aquele senhor sair em meio a uma chuva forte daquela , fato é que eu ofereci para ele passar a noite aqui ele poderia dormir no quarto de visitas só que ele teria que ir embora bem cedo porque eu vou cedo para o trabalho , o velho aceitou mas falou moça sua mãe que não vai ficar contente se ficar sabendo que eu dormi aqui , então eu falei prá ele ela não vai ficar sabendo , ela não precisa saber que o senhor dormiu aqui. O Sr Ancelmo foi dormir no quarto de visitas e fui dormir no meu quarto até aí tudo normal , só que eu não conseguia dormir porque tava na minha mente e não saía a imagem daquele pau gigante daquele velho negro catador de latinhas ,eu estava louca para chupar aquele pau deixar ele penetrar em mim , pensei em bater uma siririca ,mas não seria igual um pauzão enorme daquele tamanho entrando gostoso na minha buceta o sono não vinha mesmo.

porno telegram

Já que estávamos asós eu no meio da madrugada tomei uma decisão sensata e só de calcinha e sutiã fui até a porta do quarto que o velho dormia e bati na porta ele logo veio ver o que eu estava querendo e ficou surpreso quando me viu vestida daquele jeito eu uma moça loira de 25 anos, entrei para dentro do quarto o homem tentou falar algo com relação a minha atitude inesperada, mais eu já fui falando quero ver seu pau , pegar nele e mamar ele,o velho então abaixou a bermuda pulando prá fora aquele pauzão eu vendo bem de perto comprovei é realmente um pau enorme aquele senhor negro tem . Eu fiz de conta que iria bater uma punheta para o velho no entanto eu me coloquei agachada peguei naquele mastro apertando ele nas mãos, beijei a cabeça dele então o homem enfiou o pau na minha boca nossa que delícia chupei mamando o pauzão parece que ele cresceu mais ainda na minha boca, gente não parei de mamar eu não queria largar daquele pau por nada eu nunca tinha sentido uma coisa extremamente deliciosa daquele jeito ,o velho controlava as socadas para não gozar porque ele notou que eu estava adorando e não queria largar o pauzão dele por nada , eu até revirava os olhos e gemia sem parar.

Mas num dado momento ele se socou tão forte mas foi tão forte que o pau dele invadiu até minha garganta pensei até que iria me sufocar com aquele troço enorme , ele fez garganta profunda foi então que ele se gozou despejando jato de porras na minha garganta e na minha boca nunca havia visto tanta porra foi meio assustador porque eu pensei que ia me engasgar mas foi super Delicioso. Depois de tudo isso ele quis me comer , eu estava loucamente querendo dar para ele a buceta , fui prá cama deitei_me abri toda ele quando viu a minha buceta depiladinha e lisinha ele falou que parecia que tudo aquilo  que estava acontecendo com ele parecia que ele estava sonhando uma profunda fantasia ,mas ele sentiu a realidade quando atolou o pauzão na minha buceta e deu a primeira estocada socada , com eu rebolando e com gemidos intermitentes , o velho apertava meus seios dizia moça você tem uns  seios além de lindos e são durinhos , o velho negro me comia mamando meus seios , naquele momento eu já estava super excitada não tive como segurar gozei gostoso parecendo uma vagabunda puta de esquina. O velho por sua vez parecia que iria me devorar nem parecia ser o Sr Ancelmo um simples catador de latinhas um homem negro em  situações de ruas aqui de São Paulo .

Gente como aquele velho negro meti tão bem e gostoso o pau dele não parava de vibrar dentro da minha buceta fazendo eu gozar mais duas vezes. Até que chegou o momento ele gozou e eu ganhei porra na buceta e foi igual eu ganhei na garganta e na boca , o homem parecia que não iria parar de gozar o pau dele não esmolecia jorrando porra na minha buceta que ficou literalmente melada e completamente cheia de porras , havia muito tempo que eu não sentia tantos prazeres e gozos desse jeito , sinceramente foi uma foda inesquecível com aquele senhor negro.

Foi desse jeito que o velho negro catador de latinhas me comeu dentro de minha casa.

Se você quiser comentar lá no meu e-mail aqui está ele: [email protected]

Com Amor e Carinho.

Laura Braga.

1723 views

Contos relacionados

Reencontrando Samara

Mais um conto realEstava trabalhando na minha portaria. Quase morrendo de tédio. Já tinha devorado as palavras cruzadas do Diário Gaúcho, quando meu celular tocou.Número desconhecido, mas...

LER CONTO

O morador de rua aproveitou que eu tenho peitões e fez espanhola em mim dentro da casa abodonada.

Olá meus amores!Mais uma vez eu fui com aquele morador de rua  negro para dentro daquela casa velha abandonada eu pronta para dar pra ele a buceta , eu adoro o pistolão daquele homem . ...

LER CONTO

Fui encoxada debaixo de chuvas até gozar gostoso.

Olá meus amores! Verão eu de férias resolvi dar um passeio , um rolê pela cidade , coloquei um shortinho curtinho , uma blusa super decotada e curta mostrando partes dos meus seios enormes e...

LER CONTO

Dei gostoso para um pedreiro.

Sábado passado fui até a casa de minha irmã a filhinha dela estava fazendo aniversário , fui cedo em meu carro , levei um presente para minha sobrinha , fiquei lá o dia inteiro , naquele dia...

LER CONTO

2 - Comentário(s)

  • Osvaldinho 22/10/2023 20:37

    Queria essa rola no meu cuzinho. Eu aguento tudo. Adoro uma rola grande e grossa.

  • Marcos Costa 14/03/2023 12:48

    Maravilha, você é muito caridosa, minha linda. Sempre pronta à ajudar aos moradores de rua, né? ????

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 3 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos