Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos traição » O montador ganhou uma bonificação

O montador ganhou uma bonificação

Publicado em 16/06/2021 por Eleni

O montador ganhou uma bonificação

Foi a primeira vez que fiquei com outra homen depois de casar.

Cheguei a me esfregar com minha amiga muitas vezes. Não  conseguimos parar rsrs. Mas não  me imaginava ficando com outro homem.

O julho foi meu primeiro homen e sempre achei que seria o unico kkkk. Mas ai teve isso. Tinhamos discutido duas semanas antes do Natal e até  dois dias antes da véspera  estavamos meio brigados. E nesse dia do ocorrido eu estava muito sensível  e ate tinha ligado pra Ana, minha “amiga”, pra gente tanan.

Não  tinha nem uma hora que eu tinha ligado pra combinarmos e ai chegou o montador. Um gato! E calça  de moletom é  meu ponto fraco. Aquela bundinha dele mexeu com as minhas ideias. E enquanto ele montava o painel da sala, não  pude deixar de reparar no negócio  dele solto.

É  estranho homen sem cueca por baixo. Isso nunca fez minha cabeça  Gosto quando faz volume bem firme. Gosto de tirar uma cueca. Sempre estou comprando pro meu esposo. Mas no caso do Anderson, o montador, aquilo solto mexeu tanto comigo, que eu disse pra ele ficar bem a vontade na sala e que se precisasse era só  me chamar.

Eu fui para o quarto, liguei a tv e comecei a me tocar na cama fantasiando com meu esposo. Nada! Estava imaginando eu e Ana chupando o Anderson juntas. Era só  nisso que eu conseguia pensar. Estava eu deitada com a mão  por baixo do short, quando o Anderson deu duas batidinhas na porta dizendo que era pra eu decidir um lance sobre a posição  da tomada. Tomei um susto e me deu conta de que não  tinha trancado. Jamais passou pela cabeça  que ele fosse abrir aquela porta.

Eu respondi que já  ia. Mas ele cortou meu lance legal. Estava tão  bom! Respirei fundo, lavei as maos e o rosto e fui la. E ai me deparei com a porcaria que estava o painel todo fora do ponto que era pra ficar. E ate meio torto. Ele disse que não  estava conseguindo furar no ponto certo que tinha uma porcaria de coluna. Como se não  bastasse, a tomada não  tinha corrente. Eu estava puta da vida e já  comecei a reclamar.

Ele pedindo desculpas, disse que ia tirar e colocar mais pro lado. Não  era o que eu queria. Mas… Até  esfriou o meu lance. Mas ai eu vi que ele não  tinha mesmo culpa. A tomada ja está  pra ter sido resolvida um tempão.

E eu ate achava que funcionava. Meu marido esqueceu. Do que é que ele não  esquece? E o lance da coluna não  tinha como o rapaz saber. Então  pedi mil desculpas. Ele tinha ficado muito chateado. Eu até  chamei ele de trabalho porco. Tadinho.

Pego pesado quando fico brava. Mas fiz um cafe e um mixto quente e dei pra ele. Por fim ele entendeu. E foi nesse momento que deu Ruim.

Eu estava lavando a louça  e ele entrou na cozinha outra botar o copo e o pratinho na pia. E quando eu olhei de relance, vi que o negocio dele estava animado. Mesmo. Até  engraçado. E ele nem ai pra isso. Não  tinha como não  ver. E ele sequer tentou disfarçar .

Depois ele me disse que foi quando me viu de costas com meu shortinho. Que foi imediato. E que ele já  queria me comer desde que entrou na minha casa e viu que eu estava sozinha. Pois bem… Eu suei frio e deu logo calor. Então  voltei pro meu quarto. E estava ainda mais gostoso. Eu estava controlando meu orgasmo.

Dessa vez imaginando o Anderson entrando pela aquela porta e me pegando. E como aquilo estava bom. Em um momento até  cheguei a soltar um gemido. Bem baixinho. Mas ele ouviu. Como eu queria que ele entrasse e viesse sem falar nada. Mas o tempo passa e nada. Até  que eu resolvi ir logo. Nossa! Aquilo sim foi um orgasmo de respeito. Cheguei a bambear. Passei por ele e ele estava ajeitando a tomada, já  com o painel quase encaixado. Eu estava até  meio descabelada, igual maluca. E estava mesmo louca. Eu meu aproximei dele e olhando bem nos olhos disse pra ele me pegar. Assim! E isso já  colocando a mão  dele na minha cintura e chamando beijo. Eu queria muito. Muito! E nem foi como imaginei. Foi rápido. Muito rapido. Nem cheguei a ir com ele. Mas eu estava alucinada e queria muito que ele me pegasse por trás. E foi assim. Desde então  a gente fica. Na maioria das vezes com a Ana participando. E sempre mais intenso quando ela tá  junto. Ele não é  bem o que eu poderia chamar de homem bom. Mas com um pouquinho de paciencia, depois que se anima de novo ate que da pro gasto.

2954 views

Contos relacionados

EU COMIGO MESMO!

FUI O ULTIMO A CHEGAR NAQUELE SITIO NO MEIO DO NADA ONDE ACONTECIA A FESTA DA EMPRESA DE MINHA ESPOSA QUE ESTAVA LINDA COM UM VESTIDO CINZA FLORIDO APERTADO EM CIMA COM SEUS SEIOS QUASE A MOSTRA NO...

LER CONTO

EU, MINHA ESPOSA E SOGRA.

QUANDO MINHA SOGRA VEIO MORAR EM CASA, APÓS SE DIVORCIAR DO SOGRÃO COMEÇOU O MEU SUPLICIO PORQUE ELA COSTUMAVA FICAR A VONTADE PELA CASA GERALMENTE SÓ DE CALCINHA E SUTIÃ E MESMO SEM QUERER...

LER CONTO

Meu sogro devasso

O jovem casal de namorados, Mario e Ana chegam a bela mansão da família dele. É um ameno dia de verão e os pais de Mario estão na piscina. -Mãezinha, esta é a Ana, amiga da faculdade. - Amiga...

LER CONTO

Fudi com marido da vizinha só de raiva

Me chamo Selma e moro num conjunto habitacional em Niteroi a 30 anos, nesse tempo me casei, tive filhos e separei, estou só a 9 anos so e ainda sinto muito tesao no auge dos meus 54 anos. Aqui no...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos