Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

FAMILIA INCESTO!

Publicado em 28/06/2023 por melissa

ASSISTIA O VIDEO DA TRAIÇÃO DE MEU MARIDO PELA QUARTA VEZ SENDO OBRIGADA A ALISAR A BOCETA POR CIMA DA ROUPA A PRINCIPIO COM A EXCITAÇÃO A MIL NÃO CONSEGUINDO TIRAR OS OLHOS DA TELA PORQUE MEU MARIDO METIA EM SUA MÃE COMO NUNCA MTEU EM MIM TAMANHA VONTADE E DEDICAÇÃO AO FAZER ISSO, ME MATANDO MAIS AINDA QUANDO SE BEIJAVAM DEMONSTRANDO PRAZER, AMOR E EXCITAÇÃO; QUANDO ELE URROU, IGUAL FAZ COMIGO QUANDO VAI GOZAR, SAIU AS PRESSAS DA BOCETA DA MAMÃE COM ELA ABRINDO A BOCA PARA RECEBER OS ULTIMOS JATOS DE PORRA NA BOCA COM OS PRIMEIROS MELANDO SUA CARA E SUGANDO COMO NUNCA PENSEI EM FAZER DEIXOU MEU HOMEM DURO NOVAMENTE E SE COLOCANDO DE QUATRO SEGUROU O CACETE DO FILHO QUE CRESCIA AOS POUCOS, FICANDO MAIS DURO E MAIOR QUE ANTES E DIRECIONANDO EM SEU CUZINHO DEIXOU ELE METER ME DANDO CONTA QUE DEDILHAVA MINHA BOCETA MELADA COM A MÃO DENTRO DA CALCINHA TENDO UM GOZO INTENSO AO VER A SOGRINHA TENTANDO FUGIR DO FILHO QUE SE ARRASTAVA ATRÁS DELA E PRENSADO A NA PAREDE FEZ ELA URRAR DE DOR E PRAZER ATOLANDO ATÉ QUASE AS BOLAS NO CU DELA QUE DESISTINDO DE CHORAR VIROU A CABEÇA PARA SE BEIJAREM ABAFANDO OS GEMIDOS E SE ENTRTEGANDO DE VEZ AO PRAZER GOZAVA MAIS COM A MALDADE MISTURANDO AO TESÃO VENDO A SOGRINHA IMPLORAR PARA O FILHO GOZAR LOGO RECLAMANDO QUE ESTAVA DOENDO MUITO, POREM QUANDO ELE GOZOU NOVAMENTE ELA NÃO DEIXOU QUE FOSSE EM SUA CARA COM DA PRIMEIRA VEZ ESPALHANDO A PORRA DO FILHO NOS SEIOS. MUDANDO DE IDEIA ACHEI LEGAL NUNCA TER DEIXADO O FILHO DA PUTA METER EM MEU CU PORQUE SE NÃO TEVE DÓ DO CU DA MÃE IMAGINA O QUE FARIA COM O MEU?

NÃO CONSEGUIA DESSISTIR DA IDEIA DE ME VINGAR EXPONDO ELES E NUMA TARDE DEPOIS DE RODEAR CONVERSANDO MUITO COM MEU SOGRO ENQUANTO ELE NÃO DEIXAVA MEU COPO VAZIO COM SUA DELICIOSA CAIPIRINHA, QUANDO CRIEI CORAGEM E CONSEGUI CONTAR O OCORRIDO PARA ELE MOSTRANDO O VIDEO, DEPOIS DE UM SILENCIO INFERNAL COM ELE OLHANDO PARA O TETO ME FALOU QUE DEVIAMOS DAR O TROCO ME FALANDO QUE A NOITE ENCONTRASSE ELE NA PRACINHA QUE FICA NO FIM DE NOSSA RUA PORQUE PRECISAVA ME CONTAR O QUE FARIAMOS.

ESTAVA TÃO DEDICADA EM ME VINGAR QUE NÃO CONSEGUIA PENSAR MAIS EM NADA A NÃO SER DÁ O TROCO E POR ESTAR UMA NOITE QUENTE COLOQUEI UM VESTIDINHO BASICO SEM NADA POR BAIXO COMO DE COSTUME E JÁ COM A NOITE ALTA ENQUANTO O MARIDINHO DORMIA FUI ENCONTRAR O SOGRO QUE SENTADO NUM DOS BANCOS OLHANDO O CÉU ESTRELADO ME OFERECEU UMA LATINHA DE CERVEJA E JÁ NA TERCEIRA OU QUARTA ELE CHEGOU BEM PERTO DE MIM DANDO PARA SENTIR SEU HÁLITO EM MINHA BOCA QUE INOCENTE PENSAVA QUE FOSSE ME CONTAR ALGO NÃO DEIXANDO NINGUÉM OUVI, DEU UM PULO ASSUSTADA QUANDO ELE BEIJOU MINHA BOCA E SEM IMPORTAR COMIGO AVISANDO QUE IA GRITAR SE NÃO ME SOLTASSE, SENTIA SUA MÃO ALISANDO MEU CORPO COM ELE ME PRENDENDO EM SEU ABRAÇO, QUANDO CONSEGUIU BEIJAR MINHA BOCA DEI UMA RELAXADA COM ELE ME CHAMANDO DE SAFADINHA AO ALISAR MINHA BOCETA JÁ MELADA COMENTANDO POR ESTAR SEM CALCINHA, QUANDO IA FALAR ALGO ACHANDO QUE EU ESTAVA ENTREGUE, CONSEGUI FUGIR DELE DESISTINDO DE SAIR PARA A RUA PORQUE MEU VESTIDINHO FICOU EM SUA MÃO E NUA ME ESCONDI ATRÁS DAS ARVORES PERDIDA EM PAVOR E EXCITAÇÃO PORQUE O VENTO FRESCO DEIXAVA MEUS MAMILOS CADA VEZ MAIS DURINHOS ME DANDO UMA SENSAÇÃO DE MEDO, LEVESA E PRAZER QUANDO TOCAVA MINHA BOCETA MELADA COM ELE ME MANDANDO IR PARA ELE SENÃO ACABARIA DE RASGAR O RESTO DO MEU VESTIDO.

TERIA CORRIDO PARA CASA NÃO FOSSE O VISINHO QUE SAIU PARA A RUA SENTANDO COM SUA ESPOSA E FILHAS NA CALÇADA COM OUTROS VISINHOS CHEGANDO ENTRE ELES UM RAPAZ QUE ANDO FLERTANDO E SÓ NÃO DEI MOLE PARA ELE AINDA PORQUE SEI QUEE STA DOIDINHO PARA ME COMER.

POR CONHECER BEM O LOCAL ENTREI MATA A DENTRO COM O MEDO AUMENTANDO CADA VEZ MAIS MINHA EXCITAÇÃO E TENCIONANDO SAIR ATRAS DE CASA ENTRANDO POR UMA ABERTURA DO MURO, ACABEI ERRANDO O CAMINHO SAINDO NA RUA DE BAIXO TENDO QUE ME ESCONDER NUMA TOCEIRA DE CAPIM CANA AO OUVIR UNS NOIAS CHEGANDO PARA FUMAR DROGA, COMO DE COSTUME NÃO DANDO MAIS PARA EU VOLTAR.

O CORPO COÇAVA COM O MEDO QUASE ME DOMINANDO COM MEU PRAZER CHEGANDO A INCOMODAR AO ESCORRER EM MINHAS PERNAS E MESMO TEMEROSA SENTI UM CERTO ALIVIO AO OUVI A VOZ DO MEU SOGRO PERGUNTANDO PARA OS CARINHAS SE ME VIRAM POR ALI E ASSIM QUE SUMIRAM MATA ADENTRO SAI CAMINHANDO PELA RUA COM MEU SOGRO VINDO ATRÁS DE MIM NÃO ME DEIXANDO ESCONDER ATRÁS DOS CARROS ESTACIONADOS QUANDO PASSOU DUAS MENINAS E UM CARINHA FAZENDO COOPOER NA AVENIDA ERMA E ME ABRAÇANDO COMENTANDO POR ESTAR TREMENDO ME CONVENCEU QUE NÃO IA FAZER NADA DE MAL COMIGO ME CONVENCENDO A IR EMBORA COM ELE ME DANDO SUA CAMISA PARA VESTIR FICANDO SÓ DE CAMISETA QUE COSTUMA USAR POR BAIXO DA CAMISA.

FOI FACIL ELE ME CONVENCER A ENTRAR NA MATA NOVAMENTE, POREM TENDO QUE DÁ UMA VOLTA MAIOR PORQUE TERIAMOS QUE PASSAR ONDE OS MENINOS COSTUMA SE REUNIR PARA FUMAR E APAVORADA NO MEIO DA MATA COM O BREU TOMANDO O LOCAL NADA PUDE FAZER AO NÃO SER ME RENDER OA SOGRÃO ME ENTREGANDO NAQUELE BEIJO ENQUANTO SUAS MÃOS ALISAVAM MINHAS COSTAS E BUNDA O QUE ME DEIXAVA ARREPIADA TANTO É QUE NADA FALEI QUANDO ELE ME PEDIU JÁ ABAIXANDO ANTES DE EU RESPONDER E SEGURANDO NUM GALHO ELE ABRIU MINHAS PERNAS COLOCANDO UMA DELAS EM SEU OMBRO ME MATANDO DE DESEJO DE SUA LÍNGUA CHEGAR LOGO EM MINHA BOCETA PORQUE ME TORTURAVA BEIJANDO E LAMBENDO MINHAS COXAS SORVENDO MEU PRAZER NELA, QUANDO GEMI ALTO  ELA VOLTOU COM A LÍNGUA PARA MINHA COXA TIRANDO A DE MINHA VIRILHA E ME FAZENDO ARQUEAR O CORPO PARA ME BEIJAR SUSSURROU EM MEU OUVIDO PERGUNTANDO SE QUERIA QUE CHUPASSE MINHA BOCETA E REPETINDO CADA VEZ MAIS ALTO ENQUANTO ELE ME HUMILHAVA ME MANDANDO PEDIR ISSO, ME MANDOU CALAR A BOCA QUANDO FALEI ALTO, QUASE GRITANDO:

– CHUPA MINHA BOCETA, FILHO DA PUTA! E MORRENDO DE PRAZER GOZANDO CADA VEZ MAIS MELANDO SUA BOCA E CARA, GOZAVA DESCARADAMENTE COM ELE FALANDO ABAFADO QUE PARASSE DE GEMER ALTO TENDO QUE AMEÇAR PARA DE CHUPAR E DEPENDURAVA NA ARVORE TINHA UM ORGASMO INTENSIFICADO POR OUTRO ATÉ ESTREBUCHAR CAINDO EM CIMA DELE QUANDO SUGOU FORTE MEU GRELO METENDO A LÍNGUA FUNDA EM MIM E ME SEGURANDO LEVANTO FAZENDO EU FICAR DE PERNAS ABERTAS EM SEU COLO E COM O CACETÃO ALOJADO EM MINHA BUNDA ME BEIJOU E ABAIXANDO UM POUCO O CORPO ABRINDO AS PERNAS FEZ SEU CACETE QUE PEGAVA FOGO ACERTAR MINHA BOCETA E VOLTANDO A POSIÇÃO INICIAL ME FEZ GEMER DE DOR, A PRINCIPIO ACHANDO QUE NÃO IA AGUENTAR ELE DENTRO DE MIM E SUSPENDENDO O CORPO ME OBRAIGANDO A SEGURAR FIRME NO GALHO DE ARVORE PORQUE SEGURA EM MIM, ME FEZ FICAR NA PONTA DOS PÉS PARA TENTAR CONTER QUE SEU CACETE ENTRASSE MAIS E ABAFANDO MEU CHORO COM BEIJOS ENLOUECEDORES AFUNDO TUDO AQUILO EM MIM SÓ LARGANDO MINHA BOCA PARA ME ESCULACHAR TANTO É QUE PIRANHA, VADIA, VAGABUNDA ERA ELOGIO COMPARADO AO QUE ME FALAVA, QUANDO SEGUROU MINHAS PERNAS ME FAZENDO SENTAR EM SEU BRAÇOS ME DEIXANDO MAIS ARREGAÇADA AINDA, SENTI SEU CACETE INDO FUNDO EM MIMPARECENDO TOCAR NUM LUGAR NUNCA TOCADO ANTES E GRUDADA NELE BEIJANDO LOUCAMENTE SUA BOCA, MORDENDO AS MÃOS PARA NÃO GRITAR QUANDO VIRAVA A CABEÇA JOGANDO O CORPO PRÁ TRÁS DANDO OS SEIOS PARA ELE LAMBER, MAMAR, CHUPAR E MORDER, ADORZINHA QUE SENTINHA ERA NADA DIANTE DE TANTO PRAZER, TANTO É QUE ELE ME DEIXOU SEM AR TENDO QUE TAPAR MINHA BOCA QUASE ME MATANDO DE PRAZER E AFOGADA QUANDO ENCHEU MINHA BOCETA DE PORRA SÓ SOLTANDO MINHA BOCA QUANDO DESFALECI PARANDO DE GEMER COM GRITINHOS PEDINDO QUE ME MATASSE DE PRAZER.

DIAS DEPOIS SONHANDO COM O ACONTECIDO CHEGANDO A MELAR A BOCETA SÓ EM LEMBRAR, QUANDO ELE ENFIOU A CABEÇA EM MEU QUARTO FALANDO QUE ME QUERIA NAQUELA NOITE, RI SENTINDO A BOCETA PARECENDO BATER PALMINHA DE ALEGRIA QUANDO ME FALOU QUE SERIA EM MINHA CAMA PORQUE SUA ESPOSA LEVARIA O FILHO PARA JANTAR E TERMINARIAM A NOITE NUM MOTEL E JÁ PRONTINHA COM BANHO TOMADO E CORPINHO PERFUMADO, ESPERAVA MEU HOMEM PARA MORRER DE PRAZER EM SEUS BRAÇOS, RINDO AO LEMBRAR QUE QUANDO CHEGUEI NAQUELE DIA COM ELE ME CARREGANDO A MAIOR PARTE DO TEMPO, AO ENTRAMOS FALOU QUE ESPERASSE DISTRAIR MINHA SOGRA, O FILHO E UMA TIA PARA CORRER PARA MEU QUARTO E SÓ NESSE MOMENTO PERCEBI QUE ELES ME VIRAM ENTRAR COM BUNDINHA DE FORA USANDO ACAMISETA DO SOGRÃO, DESDE ENTÃO ELE ME PEGA SEMPRE QUE DOU MOLE SEM IMPORTAR COM MINHA SOGRA E MARIDO EM CASA, POREM UMA COISA QUE NÃO CONSEGUI AINDA REALIZAR ATENDENDO O DESEJO DE MEU SOGRO, É TRANSARMOS JUNTOS PORQUE MEU SOGRO CHEGA A FICAR COM OS OLHOS BRILHANDO COM O TESAÕ A FLOR DA PELE QUANDO TENTA ME CONVENCER EM ESTAR NA MESMA CAMA COM ELE MEU MARIDO E SUA MÃE JUNTOS.

PROMETO QUE QUANDO CONSEGUI REALIZAR O DESEJO DELES, PORQUE ATÉ MINHA SOGRA ESTA TENTANDO ME CONVENCER DISSO, PROMETO ESCREVER NOVAMENTE CONTANDO.

1223 views

Contos relacionados

Quinze anos sodomizando a mãezinha I

Helga está no seu esplendor de mulher madura. Parece que seu visual de uma curvilínea mulher entrada nos quarenta, aparente não mais de vinte e cinco anos. Por instantes, ela se admira no espelho...

LER CONTO

COMO MAMÃE TEMIA, ME APAIXONEI POR ELA!

conto erotico COMO MAMÃE TEMIA, ME APAIXONEI POR ELA! 2024 QUANDO DESCOBRI QUE MINHA MÃE E MEU TIO, SEU IRMÃO ERAM AMANTES E PELO VISTO A TEMPOS, TODO O RECEIO, MISTURADO AO MEDO QUE ELA TINHA...

LER CONTO

Sodomia paternal

conto erotico Sodomia paternal 2024 Fui criado pelos meus avós. Minha avó morreu e meu avô virou crente e era um grande benemérito da igreja. Eu o acompanhava aos cultos e conheci minha...

LER CONTO

Sonhava em fuder o cuzinho da minha prima

Sonhava em fuder o cuzinho da minha prima Olá  hoje vou contar a primeira vez que minha prima liberou o cuzinho,  já fudia ela a um certo tempo ... Estávamos combinando de nos ver naquele ...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 4 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos