Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos interraciais » Eu ofereci a um estranho prá bater uma punheta prá ele e acabei dando para ele a buceta.

Eu ofereci a um estranho prá bater uma punheta prá ele e acabei dando para ele a buceta.

Publicado em 24/07/2023 por Edilene Soares

Oi meus amores! Outro dia quando eu voltava do trabalho em meu carro me lembrei que eu tinha que parar em uma farmácia para comprar alguns produtos de beleza , foi quando eu avistei uma farmácia porém não tinha vagas para eu estacionar meu carro próximo a  farmácia , até que localizei  uma vaga alí um pouco retirada daquela farmácia parei meu carro ,desci dele , nisto se aproximou de mim um homem negro magro aparentando ter uns 50 anos ou talvez mais um pouco , ele me cumprimentou se identificou e falou que está desempregado , casado , tem dois filhos e todos estão morando de favor na casa da sogra , nisto ele me pediu para tomar conta do meu carro depois eu daria prá ele uma gorjeta que seria de grande validade prá ele , meu carro tem um bom sistema de segurança entretanto fiquei sensibilizada com aquele homem negro desempregado falei com ele tudo bem vou até a uma farmácia não vou demorar, sim pode ficar tomando conta do meu carro sim , quando eu voltar ti dou uns trocados.

Passado alguns minutos voltei o homem estava encostado no meu carro falei pra ele que eu não estava com muito dinheiro porém dei para o homem 40 reais ele ficou contente e me perguntou se eu daria uma carona pra ele e deixaria ele numa avenida próxima alí ,  falei com ele  sim levaria ele sim , o homem negro entrou para dentro do meu carro sentou_se ao meu lado e claro iniciamos uma conversa ele falou mais coisas sobre ele por exemplo morar na casa da sogra é péssimo e ele continuou falando mais coisas que ele mais a esposa tem mais de seis meses que eles não se tocam , ele continuou falando , já era noite eu estava vestida com uma saia acima dos joelhos ,eu sentada a saia se levantou mais e eu safada levantei propositadamente mais a saia.

Então eu muito curiosa perguntei para aquele homem negro se ele mais a esposa não transavam? Ele me falou “moça o meu relacionamento com minha esposa há tempos  não tem sexo!”

Mas nem uma punheta a sua esposa não bati prá você?

porno telegram

Ele me respondeu : “moça vou dizer a verdade  nem ao menos uma punheta eu ganho de minha esposa , ela não bate prá mim nem uma punheta!” Chegamos no endereço que ele pretenderia ficar por isso parei meu carro , porém antes dele descer falei senhor já que sua esposa não bate nem uma punheta para você , se quiser eu posso te dar uma aliviada isso é bater uma punheta para o senhor , o homem negro sorriu parecia não acreditar mas aceitou , acho que homem nenhum recusaria uma proposta irrecusável daquela e fomos para uma rua mais retirada com pouco trânsito , com iluminação precária parei o carro o homem abriu o zíper pondo prá fora o pau enorme grosso peguei naquele troço com as mãos comecei bater uma  punheta para aquele senhor , ele falou que minhas mãos são suaves e macia e dizia que estava bom demais eu batendo uma punheta prá ele e que não demoraria gozar , entretanto falei senhor seria melhor irmos para minha casa lá é mais seguro eu moro sozinha ,pode ficar tranquilo lá eu continuo punhetando seu pau ,o homem concordou .

Ao chegarmos aqui em minha casa o homem abriu novamente o zíper e pôs prá fora o pau eu dei sequência a punheta pra ele , mas antes dele se gozar caí de boca chupando o pau do homem desconhecido , fazendo um delicioso boquete, que maravilha, que delícia aquele pau na minha boca, porém antes dele se gozar vim com aquele senhor negro desempregado aqui para o meu quarto e diante dele tirei a saia ,a blusa fiquei eu só de calcinha branca e sutiã branco , o homem olhava pra mim parecia  estar atônito não era para menos uma loirona com aquele traje diante dele, fui prá cama tirei minha calcinha e sutiã aquele senhor viu minha bucetona cabeluda e meus peitões ,o homem negro veio para cima de mim igual um tarado abri as pernas, abri as minhas coxonas e falei senhor atola esse pau em minha bucetona cabeluda  ele atolou tudo socou ele estava faminto por uma buceta , segundo ele já havia quase um ano que ele não pegava uma mulher e foi pegar logo uma loirona rabuda tarada , louca por um pau grande penetrando na buceta , como eu sou uma boa puta que sou rebolei,gemi o pau do homem atolou até nas bolas em minha bucetona , como sempre eu faço não parei de rebolar,eu estava excêntrica e muito excitada , como sempre acontece na maioria das vezes que um homem está me comendo eu sempre gozo primeiro e não foi diferente desta vez gozei primeiro , mas aquele senhor segurou seu gozo para ficar mais tempo metendo em mim.

Bom aquele homem negro casado desempregado parecia que ele jamais queria parar de me comer por isso propus para mudarmos de posição eu estava louca para sentar no pau dele e cavalgar gostoso naquele pau , assim foi feito eu sentei naquele cacete, rebolei gemendo sentada naquele cacete enorme aquele senhor me segurou pela minha cintura enquanto ele me comia alisava e apertava meus peitões enormes e dizia “que peitões enormes você tem moça!” Senhor podia mamar em meus peitões! Ele mamou gostoso em meus peitões enquanto isso eu continuava sentada e rebolando no pau dele.

De tanto eu rebolar e gemer sentada no pau dele , o homem gozou descarregando uma imensidão de porra em minha bucetona eu adorei tudo aquilo e acabei gozando pela segunda vez.

Depois que aquele homem negro meteu em mim o tanto que ele quis e o tempo que ele quis falei senhor quero chupar mais um pouco seu pau , conforme eu já disse em outros contos eu adoro chupar um pau , parei com a cavalgada o homem retirou o pau da minha buceta e introduziu o pau em minha boca me segurou pelos meus cabelos socou o pau na minha boca , chupei , mamei gostoso no pau do homem negro casado , fiquei um tempão mamando até porque estava uma verdadeira delícia , eu com os olhos fechados sugava gulosamente o pau do homem aconteceu ele gozou enchendo minha boca de porra , ele bombou seguidamente gozou outra vez  aí que minha boca ficou cheia de porra e melada escorrendo porra pelo meu queixo pingando nos meus peitões melando eles .

O homem depois de ter metido comigo e comido o tanto que ele quis ele ficou mais alguns minutos aqui em minha casa , só depois que ele foi embora contente porque ele pensou que iria ganhar só uma punheta , porém ele ganhou boquete e principalmente minha bucetona cabeluda.

Meus amores beijos ????!!??

Edilene!!??

792 views

Contos relacionados

Dei gostoso a buceta para o entregador de gás.

Cheguei em casa e fui preparar meu almoço nesse dia eu estava de folga da loja que eu gerencio , era também o dia de folga da minha empregada , quando vou acender o fogão nada de acender ,...

LER CONTO

Comendo o cu da minha ex

Mais um conto real pra vocêsFazia um mês que o meu namoro com a Verônica tinha terminado. As coisas começaram a ficar estranhas , então decidi terminar tudo.Era Setembro, eu estava de...

LER CONTO

Dei gostoso para o pintor.

Oi meus amores! Resolvi mudar a cor do meu quarto porque a cor estava bem desgastada ou desbotada por isso contratei pela internet um pintor para fazer o serviço indicado por uma amiga.Quando ele...

LER CONTO

Transando em silêncio

Mais um conto real pra vocêsVerônica me pediu pra ir dormir na casa dela. Ocasião perfeita pra conhece a família da minha nova namorada.Saí do trabalho e fui direto pra estação do...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 3 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos