Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos interraciais » Dei gostoso a buceta um velho negro catador de recicláveis

Dei gostoso a buceta um velho negro catador de recicláveis

Publicado em 28/07/2022 por Edilene Soares

Olá meu nome é Edilene moro em São Paulo  tenho 30 anos sou loira de 1, 70 altura meus seios são grandes , meus cabelos são compridos abaixo dos ombros , bunda empinada e grande, coxas grossas . Sou gerente de uma loja de eletrodomésticos famosa aqui em São Paulo, tenho duas amigas desde criança , todos finais de semanas nós íamos numa balada que ficava em nosso bairro, quando saíamos daquela balada geralmente já era de madrugada aí então nós passávamos por um atalho para chegar mais depressa em nossas casas, era um caminho que só tinha dois barracos mesmo assim um longe do outro , a iluminação alí era bem precária , sempre que passávamos por alí víamos um senhor magro negro de uns 6oou 65  anos enfrente a um dos barracos ele ficava encostado ao poste, ele todas às vezes que nos via mexia com nós , fazia gracinhas , piadinhas tipo assim três moças gostosas , rabudas , vou bater uma punheta pensando em vocês , ele também nos chamava para entrar no barraco dele e tomar um refri com ele .

Aquele senhor negro não era estranho para mim pois ele já havia ido na loja que eu trabalho recolher materiais recicláveis, minhas amigas xingavam aquele velho , mas ele nem tava aí e continuava fazendo piadinhas para nós , eu porém ficava calada olhando e pensando como seria o tamanho do pau daquele homem velho negro ,eu admirava o volumão do pau dele na bermuda , quando eu chegava em casa no meu quarto pegava o travesseiro sentava nele esfregava a buceta na ponta mais dura dele me masturbava gostoso imaginando que eu estava sentada no pau daquele velho negro magro aí então eu gozava tanto que o melzinho de minha buceta até molhava a ponta do travesseiro, eu falava prá mim mesma que nunhuma madrugada qualquer eu iria dar a buceta para aquele velho negro , era desse jeito todo final de semana, já havia se tornado uma rotina em minha vida .

Até que em um sábado recebi uma mensagem de uma das minhas amigas me chamando para irmos em uma outra balada em outro bairro uma cantora iria apresentar por lá , ignorei a idéia de minha amiga falei pra ela que não iria sair de casa naquela noite porque eu estava muito gripada eu iria até dormir cedo foi a minha desculpa que dei para minha amiga.

Coloquei uma calcinha branca a menor que tinha, vesti uma saia super curta , coloquei uma blusa com botões com um decote praticamente mostrando meus seios grandões dentro do sutiã e fui claro sem minhas amigas para a balada de costume , chegando lá o de sempre as mesmas músicas, as velhas e chatas cantadas , o costumeiro desagradável cheiro de bebidas e cigarros , foi quando olhei no celular já se passavam dás duas horas da manhã , tudo ruim naquela balada saí dali até porque meu objetivo naquela noite/madrugada era eu dar a buceta e o cuzinho para aquele homem velho negro , era a minha chance de fazer isso porque eu estava sozinha sem minhas amigas por perto, comecei a andar por aquele atalho sem ninguém por alí, andei mais um pouco e já fui vendo aquele homem negro mais uma vez encostado ao poste já nos esperando, quando ele me viu sozinha estranhou e já foi logo querendo saber , “cadê suas amigas é muito perigoso uma moça bonita atraente sozinha por aí pela madrugada” falei pra ele que minhas amigas tinham ido em outra balada no outro bairro, ele olhando para mim disse “moça você tá sozinha vem entra no meu barraco e vamos tomar uma bebida um refri” mas falei senhor já é tarde eu tenho que ir para casa dormir ,o velho negro tava com o pau super volumoso dentro da bermuda e olhava maliciosamente para minhas coxas grossonas e para meus seios extremamentes grandões, ele insistiu tanto comigo me convencendo a entrar no barraco, dele , eu na verdade fazia tempo que era louca para entrar ali na casa daquele velho negro e dar para ele deixar ele fazer comigo o que quisesse porém com minhas amigas por perto não tinha como e naquela madrugada era a minha chance de fazer isso.

Entrei porém falei com ele que não poderia demorar, ele fechou a porta eu sentei no sofá minha saia super curta se levantou um pouco minha minúscula calcinha branca apareceu, homem olhou e se encantou , ele falou pra mim que é catador de recicláveis,mora sozinho e que parecia que tava até sonhando com a presença de uma moça loirona gostosa e muito linda no simples barraco dele, sorri , aí então ele falou “moça você é muito linda e te olhando de perto você é muito mais linda e gostosa!” Ele quis saber o que eu fazia , falei para ele que tomo conta de uma loja de eletrodomésticos famosa, foi então que ele se lembrou dizendo “moça que coincidência eu já fui nessa loja pegar materiais recicláveis e vi lá uma loirona rabuda , com uns peitões é você mesma né?” Sim sou eu mesma senhor!

Ele pegou o refri e sentou perto de mim , começou a passar as mãos em minhas coxas grossonas dizendo “que pele macia e lisinha você tem moça” e passava as mãos também em minha bunda dizia “que bundão você tem loirona”, não resisti desabotoei minha blusa soltei meus seios prá fora do sutiã deixando eles amostra, ele apalpou meus seios grandes dizendo que nunca tinha visto seios grandões e duros iguais aos meus, eu não tirava os olhos do volumão do pau daquele senhor negro com idade pra ser meu pai e minha buceta já estava com o melzinho escorrendo querendo aquele pauzão atolado nela.

O velho negro me levou para o outro cômodo e falou “moça vou te comer a madrugada inteira” , colocando para fora da bermuda aquele pauzão como eu sempre imaginei muito grande grosso com uma cabeça enorme sem nenhum exagero parecendo ser o cacete de um jumento , o velho olhando pra mim falou “loira gostosa senta aqui no meu pau , você vai sentir na sua buceta o que é realmente um pau grande!”

Tirei minha calça ficando só com a calcinha branca minúscula ele puxou ela , sentei naquele pauzão imaginando vou ficar toda arrombada contudo vou adorar porque eu era louca para dar a buceta para aquele velho negro. Aquele senhor negro me segurou pela minha cintura ,eu rebolei suavemente queria sentir aquele pistolão de jumento penetrando em minha buceta que estava super molhada facilitando a penetração daquele pauzão que rapidinho estava todo atolado nela.

Aquele homem negro continuava me segurando pela cintura, ele me chamava de gordinha gostosa, mamava e chupava meus seios, ele socava , eu gemia incontrolada com aquele pauzão inteiramente enfiado em minha buceta , o velho me comia com uma fome impressionante só que eu não parava de rebolar até que ele gozou enchendo minha xoxota de porra melando ela , não resisti aquela sensação extremamente deliciosamente no pauzão daquele velho negro que arrombou minha buceta. Ele disse que não pegava uma mulher e nem batia punhetas já havia muito tempo e que tinha muita porra pra mim , nisso ele quis comer meu cuzinho , fiquei de 4 empinei meu rabão ele deu uns tapas no meu rabão ,me segurando pelos meus cabelos loiros e falou “loirona vou arrombar seu cuzinho também” ,e já foi colocando aquele pauzão de jumento no meu cuzinho empurrou tudo enquanto eu rebolava , socou doeu um pouco achei que iria doer muito entretanto nem tanto doeu, na verdade estava gostoso demais o velho comendo meu cuzinho e melhor ficou quando ele gozou com um jato de porra enchendo meu cuzinho de porra sem exagero até escorreu pela minha budona uma delícia , foi quando ele falou “loirona safada gostou né ,puta vadia”!

O velho negro verdadeiro tarado chupou minha buceta chupou o grelo dela me fazendo eu gozar até revirei meus olhos.

Eu deitei nunhuma cama me arreganhei toda , falei para o velho enterra esse pauzão de jumento em minha buceta, quero te saciar por completo e quero sua porra toda dentro de mim , nessa madrugada eu serei sua puta safada , o homem enterrou aquele pistolão até nas bolas, joguei minhas coxas grossas em cima dele prendendo ele entre elas , o velho socava, bombava, gozava sem parar , ele mamava em meus seios o velho não queria largar meus seios por nada, ele puxava meus cabelos, me chamava de loirona putona safada , eu debaixo dele rebolava meu bundão e gozava gostoso, aquele velho estava sedento com uma fome incontrolável por minha buceta.

Aquele velho negro catador de recicláveis ficou em cima de mim mais de hora me comendo ele arrombou literalmente minha buceta,vou dizer uma inusitada e incrível porém verdadeira coisa eu debaixo daquele velho com idade pra ser meu pai gozei gostoso quatro vezes coisa que nunca havia acontecido antes comigo e homem nenhum meteu gostoso em mim igual aquele senhor negro , eu não me enganei que seria muito bom meter com aquele velho do pauzão.

Olhei o dia já estava amanhecendo , falei para ele que tinha que ir embora , contra a vontade ele saiu de cima de mim ,o velho estava com as pernas bambas até pudera né a madrugada inteira metendo em mim, pensei que ele já se sentia saciado , contudo o pauzão de jumento do velho continuava ereto durão , foi quando ele me agarrando pelos meus cabelos loiros fiquei com os joelhos ao chão ,o velho enfiou aquele pistolão em minha boca socou , ele falou pra mim “moça pode mamar e chupar”,mamei deliciosamente naquele pauzão que mal cabia na minha boca ele deu aquela socada gozou enchendo minha boca de leitinho quente , até escorreu um pouco de minha boca entretanto engoli aquele leitinho delicioso , mas continuei mamando no pauzão do velho , até que ele tirou o pau da minha boca esfregando ele no meu rosto , dizendo “a maioria das putas adoram um pistolão sendo esfregado na cara!”

Aquele velho negro me comeu a madrugada inteira , ele não me poupou mesmo, eu fiquei com a buceta arrombada e meu cuzinho arrombado também e toda melenta de porras , mas feliz, até porque eu era louca para dar  a buceta e o cuzinho para aquele velho negro catador de recicláveis com idade pra ser meu pai.

Me arrumei um pouco porque eu estava daquele jeito , chegando em casa fui para o banheiro tirei minha calcinha melada me agachei abri as pernas nunca havia visto tanta porra que saiu de minha buceta caindo no chão do banheiro, em seguida tomei um banho daqueles e fui dormir realizada …

Beijos ???????? !

Edilene!

1938 views

Contos relacionados

Fui encoxada dentro do metrô por um homem negro.

Vou contar como foi a encoxada dentro do metrô por um homem negro desconhecido foi no dia que estava acontecendo uma greve dos motoristas de ônibus . Tudo se deu da seguinte maneira  eu voltava de...

LER CONTO

Dei gostoso a buceta um velho negro catador de recicláveis (segunda parte).

Depois daquela madrugada inesquecível em aquele senhor negro catador de recicláveis do pauzão me comeu o tanto que ele quis em seu barraco , fiquei o bom tempo sem vê_lo ,mas não conseguia...

LER CONTO

A longa noite do despertar de Carolina

Naquela noite comemoravam um mês de feliz união, foram comemorar na casa de campo da família a cinquenta   quilômetros da cidade, ainda empolgados com o recém casamento curtindo uma intensa lua...

LER CONTO

O morador de rua aproveitou que eu tenho peitões e fez espanhola em mim dentro da casa abodonada.

Olá meus amores! Mais uma vez eu fui com aquele morador de rua  negro para dentro daquela casa velha abandonada eu pronta para dar pra ele a buceta , eu adoro o pistolão daquele homem . ...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Edilene Soares 22/08/2022 01:13

    Esse conto é delicioso ,bati uma delícia de siririca

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 2 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos