Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos interraciais » Dando conta de dois garanhoēs!

Dando conta de dois garanhoēs!

Publicado em 22/11/2023 por Brendaa

Conto erótico Dando conta de dois garanhoēs em áudio

Conto erótico Dando conta de dois garanhoēs em áudio 

Conto erótico Dando conta de dois garanhoēs em áudio 

  • olá voltando para contar como foi o início do relacionamento trisal eu( Brenda) meu marido Alex e tony seu amigo de infância considerado como irmão por meu.

Depois de ter sido muito bem comida por tony logo após a saída da piscina fui ajeitar as coisas na sala limpar o sofá ainda com resquícios de esperma do meu marido e do tony…olhava para eles na piscina onde estavam felizes por terem me arrombado num sexo forte e possessivo.

Ao terminar fui ao banho onde me depilei e fui para a hidro…onde relaxei relembrando a loucura que fiz com tony…me uma puta no cio da maneira como fui comida por ele e tesão que Alex estava ao me ver sendo fodida por seu amigo.

Eu não nego o tesão que senti a vontade de ser puta de dois machos jamais me imaginei estar assim assada arronbada e saber que virei uma cadela na mão deles…acreditava que seria mulher de um homen só porém foi tão forte o que aconteceu entre nós que senti uma vontade imensa de ter dois homens para sempre a entrarem no meu corpo.

Ao acordar do soninho merecido me sequei passei um óleo de amêndoas doce botei um fio dental que sem ajeitar muito já entrou direto na minha bucetinha e sumiu na bunda escolhi um micro vestido de tecido geladinho e bem fininho que uma brisa fazia levantar mostrando minha bunda e fio enfiado na xaninha fiz um rabo de cavalo no meu cabelao crespo botei anéis correntinha no pescoço tornozeleira pulseiras um baton tipo neon rosa pintei as unhas da mesma cor calcei uma sandália com salto fino porém baixo na frente do espelho me achei uma gata na frente deles queria saber o achavam da minha produção.

Fui até eles meu marido já tinha colocado fogo na churrasqueira enquanto tony espetava carnes em espetos e iniciavam o churrasco ao me verem daquele jeito ficaram parados me olhando como lobos que olham a presa.

Me senti nua dois gigantes a me comerem com os olhos e os cacetes já denunciando o tesão deles nas sungas me fizeram sentir o melado e a pressão da calcinha no meu grelinho sensível.

Alex veio até min me abraçando me beijou apaixonadamente dizendo eu TE AMO PRETTA LINDA…tony logo após Alex me soltar me beijou também de forma intensa e apaixonado dizendo TÁ MARAVILHOSA AMADA…eu correspondi aos dois amorosa e com meu ego a mil.

Tony me serviu uma cerveja preta amo essa bebida…Alex já trouxe ums petiscos para acompanhar as bebidas se revezavam ao cuidar da carne no fogo.

A noite quente estava perfeita para os amantes más mesmo com vontade de ter os dois novamente dentro de min meu corpo denunciava a fragilidade da posse brutal pelo qual ele passou durante a tarde…sabia que não daria conta dos dois e teria que descansar ao menos aquela noite.

Churrasco pronto comemos bebemos rimos muito a energia era ótima entre nós parecíamos que tínhamos sido feitos para vivermos essa experiência única na vida de qualquer ser humano.

Num dado momento ficamos calados somente nos olhando foi quando tomei coragem não sei de onde…abri a boca e deixei o espírito falar.

Sou mulher como todas as outras sou meiga carinhosa dengosa sensível amorosa…más hoje a tarde me descobri botei pra fora a puta adormecida dentro de min e não vou aqui ser hipócrita que não gozei com vocês que foi só uma transa…foi mais do que isso tem um sentimento de carinho amor respeito de cada um de nós.

Os dois me escutaram atentamente sorveran mais um gole de cerveja onde Alex meu marido perguntou  a min se eu tinha certeza de  que  era isso que eu queria…tony reforçou a pergunta de Alex…vai saber se dividir e se doar plena a dois homens tem certeza desse sentimento? Se olharam e já de pé disseram nós queremos você como ESPOSA DOS DOIS.

pulei da cadeira e corri para abraçar os dois onde fui pega beijada apaixonadamente por tony e Alex ríamos muito do que Alex falou dona flor e seus dois maridos.

Felizes após expormos nossos sentimentos deixamos claro tudo que gostaríamos nesse relacionamento…já era por volta das 23 hrs quando o cansaço e sono bateu nos três pelo dia de forte calor e sexo pesado como foi pra nós resolvemos arrumar tudo e irmos dormir.

Com tudo limpo peguei na mão de cada um beijei os dois e fomos para casa…entramos e direto pro quarto ao entrar já fui tirando a roupa para tomar mais um banho…meus dois maridos tiraram as sungas e já com as rolas durissimas ao me verem só de fio dental massageavam suas armas poderosas que me fizeram chorar de dor e tesão durante o dia todo.

Chamei os dois para o banho Alex me ensaboou toda sensível como estava gemia no toque de sua mão com a bucha no meu corpo…tony pegou outra bucha e também me ensaboava me arrancando aiis de tesão e sensibilidade altíssima no meu corpo.

Gozei várias vezes jorrando já  estava fraca quando vi que estava sendo egoísta com meus amores…peguei o sabonete líquido e em cada mão lavava seus corpos e quando cheguei em seus membros que latejavam lavei bem com carinho punhetei os dois…Alex abriu a ducha e tirei toda espuma deles ajoelhei e comecei a chupar cada um com esmero amor e tesão eles se apoiavam nas paredes machos potentes sem competição entre eles via o prazer de cada um ao meu toque e chupadas fortes punhetas na cabeça do pau sorria feliz por dominar e ver a reação de cada um.

Já não aguentavam mais meus carinhos tão caprichados quando anunciaran o gozo farto forte engoli o que pude de meus dois homens…que se apoiaram em min após o gozo desesperado de cada rola pulsando latejando tony abriu a ducha eu no meio deles nos lavamos sequei os dois que saíram e foram pra cama extenuados pelos carinhos que receberam tanto Alex como tony estavam com a glande esfoladas devido a impetuosidade de me comerem como lobos trepando na cadela deles.

Vi que comentaram sobre o estado dos “meninos ” sai enrolada na toalha peguei um babydoll curtinho transparente aberto na frente passei mais óleo no corpo ajeitei o cabelo fui pegar uma pomada para passar nos guerreiros…os dois pelados na cama botei um pouco de pomada na ponta do dedo da mão esquerda e direita e comecei a passar com todo carinho para não machucar mais eles agradeceram obrigado amor disseram eles beijei cada um antes de lavar as mãos.

Levantei e ao voltar do banheiro vejo os dois sonolentos liguei o ar condicionado deitei eles puxaram o lençol fiz carinho neles e deitei no peito do Tony Alex entrou no meio de minhas coxas me fazendo carinho enquanto tony afagava meus cabelos e me beijava com carinho…pegou no sono fui pro peito de Alex fiz carinho beijei ele que retribuiu amoroso enquanto tony me encoxava.

Amanheceu levantei e fui direto pra cozinha preparar o café pra dois homens na minha nova vida de casada…feliz por tudo que aconteceu 24 hrs atrás e ter dois homens liberais e por saberem o amor o tesão e respeito que cada um recebe de min.

Já fazem três meses que estamos juntos…e está perfeito o relacionamento que é novo para os três…más com a certeza de que é VERDADEIRO O QUE SENTIMOS.

grata por lerem vou contar mais nós próximos relatos.

Bjsss da Brenda.

218 views

Contos relacionados

Fim de semana na praia

Mais um conto real pra vocês Passei meses juntando uma grana . Queria fazer uma viagem com a Verônica. Consegui o dinheiro e fomos passar uns dias em Santa Catarina. Verônica estava eufórica....

LER CONTO

Um homem negro desconhecido me comeu dentro do beco escuro ( Continuação).

Cheguei  próxima daquele beco escuro que costumeiramente eu passo por alí porém só durante o dia a noite eu nunca passei mas eu estava decidida em passar naquele beco mesmo sendo noite até...

LER CONTO

A patroa traída se vinga

Trabalhar como motorista particular por mais que imaginam não e algo tão agradável,em alguns anos de experiência poucos foram os patrões bons que tive,geralmente famílias ricas,cheias de...

LER CONTO

Roberta

Mais um conto real pra vocês Peguei uma gripe bem forte. Comecei a me sentir mal no trabalho e pedi pra ir pra casa. Fui comprar os remédios, mas minha farmácia de confiança, não sei por quê...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 3 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos