Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

Virus de corno

Publicado em 03/06/2024 por Helga Shagger

Contos  Eroticos Virus de corno

Na piscina do suntuoso duplex de Gina e André está acontecendo uma reunião Vip onde todos os homens estão nus e as mulheres parcialmente nuas. Elas usam monoquínis que são na verdade um pedacinho de tecido na forma de triangulo com longas tiras do mesmo tecido saindo de cada vértice. Duas tiras passam pelos seios indo serem amarradas atrás do pescoço. A terceira tirinha sai de baixo da xotinha, roça o cusinho e passa apertada entre os glúteos até chegar na nuca e lá ser amarrada.

São cerca de trinta pessoas. Nelson e sua filha Tiana, Bento e filha Erika, Joel e filha Morgana, Helga com seu filho Daniel e neto Zok, Nanete recentemente enviuvada, Cátia e seu sogro Bruno e Diana e seu secretário negro Bernardo.
Gina tem um motorista/amante de plantão chamado Jorginho, o Jegue.
As outras eram casadas, mas sem os maridos presentes. Todas eram belíssimas e tinham em comum a robustez e o avantajado tamanho das nádegas. Há almofadas e tapetes por toda parte

Gina, de longas pernas e grossas coxas, não conseguiu ser modelo devido aos amplos quadris, está sentada no colo de Rafer que conversa com o marido dela, André.
André sofre de sarilofilia. Sintoma que só tem ereção se cheirar o suor de outro homem e no caso dele, quando Gina trepa com outro. Por isso é que os três conversam languidamente com ela sentada no colo do chefe de seu maridinho.

A poucos metros ao lado está Tiana ajoelhada entre as pernas de seu pai, só com a glande dele dentro da boca enquanto Nanete com uma fita mede a extensão da rolona desde a parte inferior da glande até a base onde está os bagos. Tiana mantem assim a imobilidade e a dureza da rola do pai. Essa medida será escrita no bíceps ou no peito dele.

A mesma coisa faz Erika com seu pai Bento enquanto Morgana faz a medição. Helga mantem Joel imóvel enquanto Melissa, a ninfeta recém casada e mulherzinha de Téo e seu pai Bento ao mesmo tempo, faz a medida.
Quando chega a vez de Rafer, Gina olha pro marido enquanto desliza pro meio das pernas dele e abocanha a cabeçorra. É Cátia quem faz a medição enquanto seu sogro Bruno vai render homenagem a Helga de quem ele foi seu primeiro amante. Bruno e Helga eram os mais velhos de todos.
E assim, duplas de mulheres fizeram as medições e logo todos os homens tinha seus tamanhos do caralho escrito nos bíceps.

Em seguida é a vez das mulheres terem a duração de seus orgasmos medida. Elas recebem um aparelhinho digital eletrônico sem fio que é fixado em dos mamilos. Os homens se ajeitam entre as coxas das parceiras e se esforçam com suas diferentes maneiras de chupar uma xoxota.
Uma televisão de cinquenta polegadas fica registrando os gráficos de sobe e desce dos picos que cada mulher está recebendo.

O celular de Gina toca e o marido atende já que sua esposinha está com a boca cheia de rola. Ele é informado que seu filho Tomas estava subindo. André é de natureza ansiosa e nervosa. Gina se prontifica a receber o filho. Ela e o marido sabem que o Tomas não pode entrar naquela orgia de jeito nenhum, pois ele está apaixonado pela namorada Tiana, filha de Nelson.
– Oi, querido! Que surpresa!
– Eu vim apanhar voce e o papai pra comer uma pizza! Antes vou pegar a Tiana!
-Uuuiuiu! Filhinho, não vai dar! Nós estamos com um casal de convidados. Já tínhamos marcado antes.

Gina tinha se coberto com uma canga de tecido transparente e não tinha se ligado que ela estava tão nua como se não estivesse com a transparente vestimenta.
– Pô, mãe! Como voce pode estar assim nua com convidados!? Não vai me dizer que voce está trepando com o Jegue enquanto papai tá dormindo, né? É assim que voce sempre faz, né!? Que vergonha!!
– Não começa, Tomas! Já conversamos sobre e voce tem que respeitar seu pai, tanto o que faço por ele!
– Ah é!? Por que voce não faz comigo então!?
– Enlouqueceu, menino! Voce além de me achar uma depravada quer me tornar uma mãe incestuosa?
– Qual a diferença, dona Gina!? Voce corneia o papai com todo mundo, querendo justificar tua devassidão com a doença dele! Doença porra nenhuma! Ele é um corno de um safado! E manso!
– Não seja ingrato! É com a genialidade dele em informática que temos essa vida luxuosa, que te comprou um apartamento e um carro e paga todos teus estudos! E eu ajudei nisso, seu moleque!

No segundo seguinte, Gina fica sem reação quando o filho lhe arranca a canga e ela fica praticamente nua na frente do filho que parte pra abraça-la e beijá-la. Ela tenta repeli-lo, mas em vão.
Tomas sente uma certa umidade pegajosa em redor da boca de sua mãe ao colar os lábios nos dela.
Ao mesmo tempo, uma das tiras é arrebentada quando ele apalpa a xoxota dela.

Gina, no intento de ganhar tempo, enquanto pensa numa solução pra tirá-lo dali, não reage e percebe quando ele saca seu mediano pênis de dentro das calças. Tomas bruscamente a vira de costa e a empurra de encontro a parede e arranca o resto do que sobrou do monoquíni.

Gina sente a quentura do pênis do filho se encaixar entre suas nádegas. Tomas começa a se esfregar freneticamente nas nádegas de sua mãezinha como um desvairado. Gina percebe que pode exercer o controle sobre ele agora. Ela passa a suspirar e a rebolar descontroladamente. Tomas fica imóvel.
– Filho, voce tá me deixando louca por essa pirocona! Mas… mas, eu não posso, querido! Sou tua mãe! Isso é contra a natureza! É um pecado moral enorme! Voce não… não pode me penetrar!!
– Eu quero gozar em cima de voce! Não dentro de voce! E depois vá se mostrar pro papai!
– Mas… mas como vamos fazer isso sem voce me penetrar e eu não me sentir ultrajada!?
– Deixa eu gozar me esfregando nos teus seios! Agora, se ajoelha! Já!!
– E depois voce vai embora!? Promete!!

A mediana rola de Tomas desaparece entre os seios de sua mãe. Ela aperta os seios pra não a deixar escapar e fazê-lo gozar logo. E por hábito, ela se deixa levar pela luxuria e logo tá chupando a rola do filho. Então sente que ele está prestes a gozar. Tira a rola da boca e passando em volta dos lábios, levanta os olhos encarando a face de tarado do filho. Em seguida direciona a glande para os seios e recebe os disparos da ejaculação neles. Tomas cambaleia e sua rola amolece de imediato.
– Agora se esfrega na cara do besta do meu pai!

“- Ele nunca será um bom amante! Talvez, nem regular!” – profecia Gina.

Assim que Tomas vai embora, Gina pensa em se lavar. No meio do caminho decide provar a teoria de Tomas. Ela vai encontrar o marido manipulando a rola amolecida e com o olhar fixo no boquete que a ninfeta Melissa faz no cincoentão Rafer. Gina se posta a seu lado e lhe acaricia os cabelos. Nada.
Das outras vezes bastava André estar deitado e ela chegar no beiral da porta toda lambuzada de semem para que ele enlouquecesse de tesão. Ela põe uma touca e se joga na piscina.

Nelson mergulha pra lhe fazer companhia…sexual. Gina apoia os cotovelos na beirada e sente a enormidade dele lhe abrindo o canal vaginal. A frente deles, as nádegas morenas de Tiana está com as rolas de Joel e Bento alojadas juntas no cusinho dela.
– Aãããiim! Que…quero que voce faça uma coisa comigo! Vamos sai da piscina!

Gina e Nelson se acomodam ao lado onde a filhinha dele está sendo duplamente enrabada. Gina se ajoelha a frente do forte negro e engole a rola dele. Em pouco tempo ele começa a ejacular. Gina engole um bom bocado, mas o resto ela espalha pelos seios.
– Me beija, dona Gina! Me beija!

Tiana, além de receber o beijo melado de Gina, sente ganas de chupar o próprio pai.
– Papai! Põe a cadeira aqui e senta pra eu deixar teu pipiu limpinho!

Os olhos de Gina brilham de felicidade quando vê André se virando já com a rola dura, estando ela ainda a três metros de distância.

Convido meus leitores a visitar meu blog https://eternahelgashagger.blogspot.com.br/ou http://eternahelga.blogs.sapo.pt/ onde encontrarão esses contos devidamente ilustrados. Obrigada

1455 views

Contos relacionados

Menage incestuoso e bissexual

Amanda resistiu o quanto pôde. Mas como ficar passiva ao molhado beijo de um homem que sabe fazer isso com experiência e tem quase a metade da idade dela? O jovem a segura firmemente pelos cabelos...

LER CONTO

Gordinha Virgem

Escute o conto Gordinha Virgem áudio . Mais um conto real pra vocês Se vocês lembram bem, comecei a transar com a minha diarista, uma coroa gostosa, Dona Teresa. Nos dias de faxina,...

LER CONTO

Minha esposa se arrepende de ser adúltera, mas eu a entendo.

Sinto um verdadeiro orgulho em ser casado com Janice. Nada é mais gratificante que o reconhecimento das pessoas à sua beleza. Suas curvas esculturais que chegam a ser um pouco avantajadas (na minha...

LER CONTO

A herança da devassidão da viúva Íngride

Carlos sentado do outro lado da piscina, observa sua esposinha Daniele ser paparicada por dois homens que poderiam ser pai dela. Sua sogra Ingrede está deitada ao seu lado, descansando do que foi...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 1 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos