Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos Heterossexuais » Transando na casa da Danny

Transando na casa da Danny

Publicado em 26/06/2023 por Fatpimp

Mais um conto real pra vocês

Fui pro Centro da minha cidade, resolver uns problemas. Quando estava voltando, a Danny me ligou.

– Oi, tá em casa? Quero transar…

Era feriado em Porto Alegre, meus pais estavam de folga naquele dia. A

– Lá em casa não vai dar…

– Vem pra cá então. Tô sozinha em casa!

– Daqui a pouco eu chego aí.

Fui pra casa deixar minhas coisas, depois corri pra casa da Danny. Ela me esperava no portão.

Quando entrei, Danny me jogou no sofá e montou em cima de mim.

– Por que tu demorou tanto?

– Não importa, agora eu tô aqui.

Nos atracamos ali mesmo no sofá. Ela montou em mim, me beijava com gosto. Minhas mãos brincavam na bunda dela.

– Max… me leva pra minha cama. Me come na minha cama.

O quarto dela era nos fundos da casa. Peguei minha gordinha no colo e levei ela pro quarto. Nos deitamos e já comecei a chupar a bucetinha dela. Ela estava molhadinha. Que xoxota linda.

– Me chupa, gostosão… me chupa… quero gozar na tua boca.

Martelava o grelo dela com a minha língua. Danny era só prazer, se derretia na minha boca.

– Adoro quando tu me chupa… que delícia… eu vou… eu vou gozar.

Ela segurou minha cabeça e gozou muito na minha boca. Continuei chupando e arrancando gemidos gostosos da minha moreninha.

Já refeita da sequência de gozadas, Danny disse:

– Agora é a minha vez de te chupar.

Parei de pé perto da cama, tirei minha roupa. Ela sorriu quando viu meu pau.

– Adoro o teu pau. Dá essa piroca gostosa aqui.

Ela abocanhou meu pau e me pagou um boquete muito gostoso. Me segurava pra não gozar. Ela chupava tudo. Dava um trato nas bolas que me deixava alucinado.

Depois de me deixar no ponto, deitei na cama. Danny montou em mim, atolando meu pau na buceta.

Ele começou uma cavalgada lenta, aproveitando cada milímetro de piroca na xoxota. Aquela gordinha tinha um rebolado maravilhoso.

– Teu pau tá todinho dentro de mim. Tá bem molhadinho… já posso fazer o que eu quero…

Ela tirou o meu pau da buceta, apontou na entrada do cuzinho e foi sentando devagar. Meu pau foi entrando macio no cuzinho dela.

– Que delícia… teu pau é grosso. Tomou conta do meu cuzinho. Dói mas é gostoso!!

Ela começou uma cavalgada anal maravilhosa. Quicava e rebolava no meu pau.

– Gostou do meu cuzinho? Faz tempo que eu quero dar ele pra ti. Teu pau é perfeito pra foder a minha bunda.

– Teu cu é gostoso e apertadinho. Rebola, minha gostosa… gordinha safada!!

Que sentada ela me deu. E que cuzinho gostoso. Era a foda perfeita. A gente se entregou um pro outro naquela tarde. Danny me beijava fazendo carinho no meu rosto (adoro isso).

– Eu vou gozar pelo cu… é bom demais… soca esse pau no meu rabo, gordinho… eu vou gozar pelo cuzinho.

– Eu vou gozar no teu cu, sua gostosa… mexe… cavalga no me pau!

Gozamos juntos. Nossas bocas se encontraram num beijo desesperado. Meu pau jorrava porra no cuzinho dela.

– Tua porra é tão quente. Tá enchendo o meu cu.

Quando ela levantou, meu pau saiu todo lambuzado. Danny chupou meu pau lambuzado mesmo, deixou ele limpinho. Limpo e pronto pra ação, queria comer ela de novo.

Assim que meu pau ficou duro de novo, botei Danny de 4 e meti na buceta dela. Peguei ela de surpresa.

– Ai… tu vai me comer de novo… soca tudo… soca esse pau gostoso na minha buceta… tarado gostoso… mete tudo em mim…

Segurava ela pela cintura e metia com toda vontade. Ver Danny chorando de tesão era bom demais.

– Eu adoro dar pra ti… como tu me fode gostoso… mete… mete tudo… mete esse pau na minha xota… me come todinha… me faz gozar no teu pau…

Ela gozou com tanta intensidade, que caiu sobre a cama, se contorcendo toda. Virei ela de barriga pra cima, abri as pernas dela e sapequei a piroca, num papai e mamãe vigoroso. Danny ficou enlouquecida de tesao.

– Isso… assim… assim… mete tudo na minha bucetinha… me fode com esse pauzão… me fode que eu vou gozar de novo…

Danny gozou. Me puxou pra ela e me deu um beijo na boca. Me olhou nos olhos e pediu pra eu gozar dentro dela de novo.

– Goza em mim, meu negão… quero te sentir dentro de mim… goza na tua moreninha!!

Gozei dentro da minha moreninha linda. Fiquei com meu pau dentro dela até amolecer. Danny me abraçou, me beijou e disse tudo que sentia.

– Adoro transar contigo, queria que tu fosse meu. Tua namorada não te merece.

Ficamos na cama o resto da tarde. Só saí de lá quando a mãe dela chegou.

Minhas férias estavam acabando, nossas tardes de sexo chegavam ao fim. Mas ainda tive outros momentos com a Danny, voltarei a falar dela por aqui.

Espero que tenham gostado de mais uma história real.

Até mais!!

217 views

Contos relacionados

Vendedora do Hippo

Escute o conto erótico  Vendedora do Hippo em áudio Mais um conto real pra vocês Na época do grupo de pagode, eu sempre comprava roupas novas pra me apresentar. Por ser gordinho, gostava...

LER CONTO

Viagem de Negocios

contos eróticos Viagem de Negocios 2024 Como já relatei nos meus contos anteriores, às vezes tenho que viajar para poder atender à necessidade da empresa. Fui para o Rio de Janeiro, aluguei um...

LER CONTO

Minha colega de faculdade me mamou

Eu conto como foi o dia em que minha colega de faculdade me mamou bem gostoso dentro de uma sala vazia. Nós cursamos enfermagem, e um dia nós chegamos super atrasados, e o professor reclamou...

LER CONTO

No meu carro ela era outra mulher

No meu carro ela era outra mulher Vou contar um segredo, algo real aqui.... Sou evangelico, moro em Campinas e não  consigo parar de adulterar... O que vou relatar é  real. Vou preservar nomes...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 2 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos