Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

Só Ouvindo

Publicado em 16/01/2024 por Fernando Moreno

Como já relatei em contos anteriores, sou moreno, olhos castanhos claros, boca carnuda, gordinho e tenho 1, 78 alt, me chamo Fernando, moro em Maringá.

Já falei sobre a minha noite maravilhosa que tive com a Silvana (Sil). Depois daquela noite, e do sexo de bom dia; tivemos uma convesa sobre o que aconteceu, pois ela sempre se declarou lesbica e por qual motivo ela decidiu dar pra mim naquela noite? A resposta foi meia que uma forma de se aliviar, pois ela encontrará sua ex, já em outro em relacionamento e para não se sentir por baixo decidiu transar, com alguém que ela confiasse, e que pudesse ajudar ela a extravasar, e foi o que aconteceu.

Continuamos a nossa amizade normalmente como se nada tivesse acontecido, vou falar para vocês que não é nada fácil. Pois toda a noite no início enquanto iria dormir, lembrava da nossa transa, o que me rendeu altas punhetas na madrugada; mais enfim, um belo dia pedi para ela cuidar da minha casa que iria viajar a trabalho, deixei a chave, nisso ela já tinha voltado a ficar com outras mulheres, o que me deixava doido de vontade de participar, e jogava um verde brincando com ela, ela me repreendia e pedia para continuarmos como estamos, o que logo eu aceitava pois gostava muito de estar com ela e conversando, trocando segredos e desejos, essa era a nossa relação, e dava muito certo.

Fui para o aeroporto pegar o avião, o que detalhe atrasou demais para o avião chegar, quando recebo a noticia do meu patrão perguntando se eu já tinha embarcado, disse que não, o que ele me disse que a reunião teve de ser remarcada por conta de um problema de saúde de um dos principais dessa reunião. Por mim tudo bem, não estava afim de ficar final de semana mesmo fora de casa.

Voltei embora, o que ao chegar já na porta de casa ouvi alguns gemidos, entrei para dentro de casa e fui indo rumo ao meu quarto, que já percebi a porta aberta e peças de roupas espalhadas pela casa, e detalhe roupas femininas. Chegando perto da porta me deparei com a Sil envolto em um lençol vindo em minha direção o que já me atiçou. Mais para minha surpresa ela me perguntou da viagem e pediu para deixar ela terminar o que já tinha começado, meio que me expulsando dentro de casa, o que disse para ela “pode terminar mais não vou sair daqui, ri descaradamente, o que ela me pediu para só ficar quieto que logo terminaria. De repente ouvi uma voz de outra mulher chamando ela para voltar logo. Ela logo voltou fechou a porta do quarto, foi quando eu comecei a ouvir os gemidos delas, fiquei ali na sala impressionado com os gemidos delas, parecia que ela estava me provocando com aqueles gemidos, de repente ouvia uma dizer: “ai que delicia, isso vai, ai que chupada deliciosa.” Isso realmente me torturava, mas fazia minha mente entrar dentro daquele quarto. Oh vontade de ter sido convidado. O que eu achei que iria demorar já estava ciente que não iria, pois já tive uma experiência extraordinária com a Sil e sabia que a fama dela de insaciável fazia jus ao nome.

Para sair o primeiro: “Vai que estou gozando!”, foram quase 40 minutos, o que eu por sua vez, já estava imaginando, quando que uma dessas duas iria gozar. Porque se fosse eu já estaria quase gozando. Nesta noite só fiquei ouvindo os gemidos e as gozadas delas, mas logo trarei a vocês outros acontecimentos dessa sapeca da Sil. Deixem ai no comentário, vocês já ouviram alguma amiga(o) ou vizinha(o) gozando? (Isso sem estar transando com ela/ele?)

95 views

Contos relacionados

Esposa Bissexual pega no flagra

Esposa Bissexual pega no flagra Sou Gildete casa e com excelente relacionamento com Nivaldo meu esposo; com a vida sexual totalmente ativa ao longo dos 17 anos de casamento. O Nivaldo (esposo)...

LER CONTO

Que tortura deliciosa

Assim como prometido, aqui está a continuação do conto anterior, Sil e Evelyn começaram a me provocar começando por um strip entre as duas; o engraçado que Evelyn fazia rebolava olhando para...

LER CONTO

Rio 40 graus, mimo de minha amiga Malu

Contos eroticos Rio 40 graus, mimo de minha amiga Malu , em áudio. Depois que dei minha cadela melina como mimo para minha amiga Domme Malu e sua cadela Sonia como relatei em contos...

LER CONTO

Cunhadinha e sua amiga

A minha sogra se divorciou do meu sogro tem um tempo mas eles continuavam morando juntos. So que essa de separar e continuar morando juntos nao dura muito e como eles estavam se desentendendo...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos