Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

Milla

Publicado em 23/05/2023 por Fatpimp

Mais um conto real pra vocês

Meu namoro com a Gláucia acabou. Mas vocês ainda vão ler outros contos sobre transas com ela.

Meu contos são por ordem cronológica, então são fáceis de seguir.

Iniciei um outro namoro, mas desse namoro não tirei nenhuma transa que valesse contar pra vocês, e olha que durou 4 anos.

A garota era muito sem sal. Então agora, falaremos de aventuras que tive nessa época.

Eu era vocalista de um grupo de pagode. Peguei muita gente nessa época.

Foi quando conheci a Milla. Negra, gordinha, um par de seios lindos. O mais lindo que tive em mãos, em boca e com meu pau entre eles.

Numa aniversário de 15 anos, conheci Milla. Era prima de um amigo meu, Pedrinho (falarei de uma aventura que ele participou, daqui um tempo).

Nessa festa, fiquei com outra prima do Pedrinho, mas nada rolou.

Meses depois, fomos tocar em outra festa de 15 anos, de outra prima do Pedrinho. Troquei uns beijos com aquela prima dele de novo, mas não deu pra seguir, ela foi pra festa com o marido.

Então, coloquei um alvo na Milla.

Falei com uma amiga em comum e ela fez meus lados com a Milla, que aceitou ficar comigo prontamente.

Ficamos aquela noite. Só consegui chupar seus peitos atrás de uma moita. Mas quando a pegada é boa, pode esperar que vem mais coisas.

Um dia, voltando do trabalho. Tinha um pagode pra ir na casa do Pedrinho. E com certeza ela estaria lá. Dito e feito.

Fui em casa, tomei um banho e partiu pagode. Quando cheguei, Milla estava lá. Seu olhar brilhou quando me viu.

Cantei bastante e depois tirei Milla pra dançar. Durante a dança, pedi pra ela sair e me esperar no portão, pois precisava falar com ela.

Esperei uns minutinhos, pra não dar bandeira e fui falar com ela.

– Oi, negaa…

– Oi, negoo… o quê tu quer, seu xarope, ridículo?

– Eu finalmente montei meu quarto. Mas ainda não inaugurei. O quê tu acha de ir pra lá inaugurar?

Ela me pegou pela mão e me levou pra casa.

Quando chegamos em casa, minha cachorra nem latiu. Entramos sem sermos vistos.

Milla entrou no quarto e já foi tirando a roupa. Tirei a minha e nos beijamos com ardor. Minhas mãos deslizavam pelo corpo dela. Milla tinha um beijo gostoso demais. Beijo de boca toda.

– Eu te adoro, seu ridículo.

– Também te adoro…

Deitei na cama e Milla veio me chupar. Caiu matando no meu pau. Chupava tão forte que chegava a doer. Mostrava sua inexperiência. Não era mais virgem, mas não tinha chupado um pau, o meu foi o 1o.

– Calma, meu bem… chupada devagar. Aproveita.

Ela se acalmou a passou a se deliciar com o meu pau. Melhorou bastante.

– Eu quero sentar no teu pau, Max… deixa eu sentar…

Me posicionei melhor, pra ela poder me cavalgar. Milla tinha se depilado a pouco tempo, os pelinhos novos arranhavam minha virilha. Nunca senti uma sensação tão gostosa.

Ela sentava muito gostoso. Meu pau deslizava dentro da buceta dela.

– Negooo… que pau grande e gostoso. Tô sentindo ele na minha barriga.

Ela me cavalgou até gozar. Sua respiração estava forte, achei que ela ia desmaiar.

– Nunca gozei assim com ninguém. Que delicia, Max!!

Deixei ela descansar um pouco. Quando ela já estava melhor, coloquei ela de 4 e meti sem dó. Fiz a gordinha delirar.

– Soca devagar… soca devagar… meu Deus que pau é esse? Tu vai me matar…

Ela gozou naquela posição. Gozou tanto, que não aguentou e me pediu pra gozar.

– Goza pelo amor de Deus. Eu não aguento mais!!

Milla

Milla

– Onde tu quer que eu goze?

– Goza nas minhas tetas…

Gozei muito sobre aqueles seios lindos. Assinei meu nome nos seios dela.

– Agora tu me pertence, negaa!

– Sim, eu sou toda tua. Meu negooo!!

Nos beijamos novamente. Eu adorava ficar com ela.

Voltamos pra festa tempos depois. Todo mundo sabia o que estávamos fazendo.

Dançamos a noite toda. Volta e meia a gente dava uma escapada pra trocar uns beijos. Foi uma noite incrível.

Espero que tenham gostado de mais um conto real. Até mais!

221 views

Contos relacionados

Fui consolar a funcionária e rolou…

Olá leitores e leitoras, obrigado pelos comentário no conto anterior, novamente escrevo aqui de SC uma história real que poderia ter acontecido com qualquer um de vocês. Me chamo...

LER CONTO

A confraternização dos sonhos

Ainda podia sentir o sabor marcante daquela buceta em minha boca, e daquele bumbum em minhas mãos. Uma das melhores confraternizações que eu fui. O dia começou e logo estava nos preparativos para...

LER CONTO

Comendo a vizinha gorda

Escute o conto Comendo a vizinha gorda em áudio! Parte 2 Mais um conto real pra vocês Eu ainda morava com os meus pais quando essa transa aconteceu. Duas casas acima da minha, uns vizinhos...

LER CONTO

Quinta-feira

Conto erotico QUINTA FEIRA em áudio Cheguei a minha casa às 19:00. O Jorge, meu marido, como em toda quinta-feira, levou nossos filhos para a casa dos meus pais, e os meus velhos adoram as...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 1 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos