Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos lésbicas » Malu, o despertar de uma cadela

Malu, o despertar de uma cadela

Publicado em 13/10/2023 por Roberta

Contos eroticos  Malu, o despertar de uma cadela , em áudio

Malu, o despertar de uma cadela

Malu, o despertar de uma cadela

Depois que peguei minha amiga Domme Malu em seu apartamento no Rio e fiz dela minha cadelinha como comentei no meu conto anterior, continuamos mantendo contato quase diariamente, mas em nenhum momento tocamos nesse assunto, agimos como se nada tivesse acontecido.

Nossa amizade permanecia da mesma forma, até que em uma de nossas conversas comuniquei de um evento de Dommes que aconteceria aqui no interior de SP, em Limeira, em uma chácara alugada para essa ocasião, ela se interessou em participar, então fiz o convite para que ela se hospedasse em meu apartamento e poderíamos ir juntas para o evento, ela prontamente aceitou.

O evento ocorreu no sábado a noite e ela chegou na sexta feira no final da tarde, passaria o final de semana como minha hospede, fui buscar ela com meu carro no aeroporto, cheguei um pouco mais cedo e fiquei esperando ela desembarcar, logo vejo ela e assim que me viu deu um grande sorriso, olho e vejo ela usando uma calça preta bem justa e uma blusinha apertada, não tinha como não perceber suas coxas grossas e sua bunda empinada de malhação além de seus bicos duros que ressaltavam na blusinha, logo me veio na cabeça a lembrança quando peguei forte ela como minha cadelinha, confesso que fiquei excitada na hora.

O nome da Malu é Maria Lucia, tem 33 anos, 1.70 de altura, 66 Kilos, cabelos pretos até os ombros, olhos castanhos, seios médios e firmes, coxas grossas e uma bunda empinada de quem faz malhação, Malu é uma linda mulher.

Nos cumprimentamos com um beijo no rosto e fomos com o meu carro até o meu apartamento, assim que chegamos mostrei seu quarto, o quarto de hospedes, uma suíte bem aconchegante deixando ela a vontade para se acomodar, fui para o meu quarto tomar um banho para depois pedir umas pizzas.

Minhas cadelas camila e melina tinham saído para fazer algumas compras que mandei e chegaram logo depois, tomei meu banho e fiquei na sala de estar esperando a Malu, juntamente com minhas cadelas camila e melina que já estavam nuas, apenas de coleira no pescoço e seus plugs de rabo de cadela no cuzinho como regra dentro de casa.

Não demorou e logo surge a Malu, estava com um shorts bem curto que mostravam suas coxas grossas e sua bunda bem empinada, e uma blusinha fina, estava sem sutiã pois seus bicos estavam quase furando a sua blusinha, aquilo me deixou com muito tesão, novamente me veio a mente a lembrança quando peguei ela no Rio, mas me controlei e não demonstrei minha excitação.

Malu se sentou no sofá fazendo suas coxas ficarem mais amostra ainda, perguntei se ela queria beber algo e como imaginei ela pediu uma cerveja, mesmo não apreciando nada de álcool tinha mandado minhas cadelas camila e melina buscarem no mercado caso minha amiga Malu quisesse e foi o que aconteceu.

Minhas cadelas vieram nos servir, entregando a cerveja para Malu e um suco para mim, logo as pizzas chegaram e começamos a comer e as conversas ficarem mais soltas e a vontade, estávamos todas descontraídas e Malu estava bem solta, minha cadela melina ficou ao meu lado e a cadela camila ao lado de minha amiga Malu, ficamos conversando e ao mesmo tempo se divertindo com minhas cadelinhas que já estavam no cio.

Já era noite, não me lembro a hora exata, talvez umas 9:00 horas da noite, entre tantas conversas falei do evento que estaríamos no dia seguinte, da roupa que usaria para a ocasião, uma calça preta de couro e uma jaqueta também preta, roupas normais para uma Domme nesses eventos, ela pediu para ver, assim teria uma ideia se  o que ela trouxe ficaria a altura do evento, então a levei para o meu quarto para mostrar.

Assim que entramos Malu se surpreendeu, pois tenho um closet cheio de acessórios, entre eles dildos de vários tamanhos e modelos, alguns importados, para minha surpresa Malu começou a tirar sua roupa para ver como ficava usando um deles importado, tirou sua blusinha e seu shorts, olho e vejo Malu com seus belos seios bicudos e suas coxas grossas, sua bunda redonda e empinada, e sua calcinha bem socada na sua bunda, estava bem cravada dentro dela, nessa hora meu instinto de Domme ficou forte e não pensei duas vezes em investir na Malu, para mim aquilo foi uma provocação.

Comecei a beijar sua boca e apalpar seus seios, beijar seu pescoço, apertar forte sua bunda, Malu não reagiu e não impediu, pelo contrario, deu um leve gemido e abaixou seus braços deixando eu controlar a situação, fiquei tão alucinada de tesão que peguei Malu pelos cabelos e levei até a minha cama e joguei ela em cima, Malu caiu e ficou com suas pernas abertas, rapidamente tirei sua calcinha e comei a chupar sua boceta, estava toda molhada, Malu estava com muito tesão, o que me fez pensar se era isso que ela queria, então se ela quer isso, ela vai ter, pensei comigo.

Abri sua boceta com meus dedos e comecei a chupar e lamber bem no fundo, Malu se contorcia de tesão, gemia enquanto eu chupava aquela boceta que estava louca para ser fodida, me levantei e fui no meu closet, peguei um dildo bem grosso e fui para cima da Malu, abri suas pernas e comecei a foder ela, Malu gemia alto, comecei a chupar seus seios e sugar seus bicos, beijar sua boca enquanto fodia forte a boceta da Malu, até que com um forte gemido ela teve um orgasmo intenso, sem parar continuei a foder ela fazendo ela ter vários orgasmos seguidos, Malu estava como uma cadelinha no cio.

Naquele momento não queria mais Malu como minha amiga, meu desejo era ter ela como minha cadela, minha submissa em definitivo, era direito meu tomar posse dela após foder ela como uma cadela, então virei Malu de bruços, posicionei meu dildo na entrada do seu cuzinho e forcei, fui forçando aos poucos e via meu dildo entrando dentro dela, cm por cm entrava dentro do rabo da Malu que gemia alto, batia suas pernas na cama sentindo suas pregas serem rompidas.

Até que meu dildo entrou tudo, nossos corpos colados, sentia sua bunda empinada no meu corpo, então juntei seus cabelos puxando para traz e falei para ela com uma voz firme de comando

-¨Agora você vai virar minha cadela, como Domme você acabou, você é minha cadelinha¨

Malu tentou argumentar com uma voz tremula que foi interrompida por seus próprio gemidos e ganidos quando comecei a foder com força e sem dó seu rabo, ela sabia que naquele momento não tinha mais volta, o dildo estava todo cravado no seu rabo, puxando seus cabos para traz e fodendo com força Malu estava a minha mercê, então como adestramento perguntei e mandei ela repetir varias vezes

-¨Agora você é a cadela malu, entendeu, o que você é, responde cadela  ¨

-¨Eu sou a cadela malu, huuumm…. eu sou a cadela malu…aaaaiiiii…¨

-¨Eu sou a sua Dona agora, quem é sua Dona, responde cadela malu  ¨

-¨A minha Dona é a Senhora Roberta, a Senhora é minha Dona…aaaaiiiii meu cuzinho..¨

Sendo enrabada com toda força enquanto respondia ser minha cadela e eu a sua Dona, malu teve um forte orgasmo, essa é a maior submissão possível, ter orgasmo sendo enrabada, naquele momento malu já não era mais uma Domme, se tornou uma cadela, uma submissa que foi dominada e adestrada, virou uma cadelinha, minha mais nova cachorrinha de estimação.

Mas mesmo assim continuei a foder forte seu cuzinho por muito tempo, com força e sem dó, fazendo malu ficar sem forças, esgotada e sem reação, depois de muito tempo fodendo seu cuzinho, tirei meu dildo de dentro do seu rabo, como faço com minhas cadelas, peguei uma coleira com meu nome e coloquei no seu pescoço, virei malu que estava sem reação e entregue, fui até o banheiro e peguei minha necessaire e tirei alguns acessórios, fui até sua bocetinha e raspei seus pelinhos deixando minha cadela malu lisinha, sem nenhum pelo como uma cadelinha deve ser, peguei seus pelinhos e coloquei em um pequeno frasco de vidro e levei onde deixo minha coleção de pelinhos das minhas cadelinhas dominadas e tosadas, seus pelinhos ficaram ao lado dos pelinhos das bocetinhas das minhas cadelas camila e melina.

Depois de tosar minha cadela malu, fui tomar um banho e quando saio vejo minha cadela malu ainda deitada na cama, de olhos abertos olhando para a teto, fui até seu lado e dei um beijo na sua boca e falei bem no seu ouvido, agora você é minha cadela, entendeu, malu balançou a cabeça aceitando sua sentença, então fui até a sala e mandei minhas cadelas camila e melina ficarem dormindo no outro quarto, pois queria desfrutar mais da minha mais nova cadelinha, elas que ainda não tinham atendido o que aconteceu foram para o quarto como boas cadelinhas.

Quando voltei para o meu quarto, coloquei minha cinta, olhei para minha cadela malu e falei

-¨Hoje a noite vai ser longa cadela malu, amanhã você vai comigo para o evento, mas vai se juntar a minhas cadelas camila e melina¨

Naquela noite castiguei sem dó sua boceta e seu cuzinho, fiz malu ter vários orgasmos como cadela, por fim acabamos dormindo juntas, de conchinha, minha cadela Maria Lucia, minha mais nova cadelinha malu.

Quanto ao evento de Dommes, vou relatar em outro conto, minhas cadelas camila, melina e malu entrando de coleira e plug de rabo de cadela no cuzinho, foi uma grande repercussão nesse evento que vou contar depois…

3126 views

Contos relacionados

Rio 40 graus, mimo de minha amiga Malu

Contos eroticos Rio 40 graus, mimo de minha amiga Malu , em áudio. Depois que dei minha cadela melina como mimo para minha amiga Domme Malu e sua cadela Sonia como relatei em contos...

LER CONTO

Cadela melina, arrombada pela Domme Malu e sua cadela soninha

Conto erótico,  Cadela melina, arrombada pela Domme Malu e sua cadela soninha em áudio. Estava na sala de estar com minha cadela melina quando recebo um email e visualizo no meu celular, era...

LER CONTO

Estou Apaixonado Por Uma Hermafrodita

Estou Apaixonado Por Uma Hermafrodita Sou o Alberto, heterossexual e conservador, e jamais aceitaria transar com uma pessoa do mesmo sexo; de modo que namorei com diversas garotas e porque não...

LER CONTO

Que tortura deliciosa

Assim como prometido, aqui está a continuação do conto anterior, Sil e Evelyn começaram a me provocar começando por um strip entre as duas; o engraçado que Evelyn fazia rebolava olhando para...

LER CONTO

3 - Comentário(s)

  • Camilinha18 03/06/2024 19:13

    Caramba, li dois contos e achei top demais. Três cadelinhas, vc é demais. A sua atitude é dominadora isso não resta dúvidas. Esses relatos são excitantes em tudo.

  • Adriana 14/10/2023 08:52

    Três ex dommes, agora três cachorrinhas obedientes dentro da jaula, vão ser suas escravas sexuais e seus buraquinhos vão ser bem usados, adorei

  • Tainá 13/10/2023 17:44

    A Malu se rendeu e se tornou a sua mais nova cadelinha, mais uma sem seus pelinhos na boceta, sua coleção de pelinhos das cadelas dominadas está aumentando, quero só ver como vai ser a cadela malu nesse evento, estou gostando dessa serie de contos de dominação, muito boa.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 4 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos