Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos fantasias » Descobrique era um touro

Descobrique era um touro

Publicado em 06/04/2022 por Idelana Rosa

Quem me conhece já sabe que eu e meu esposo curtimos uma foda minha com

machos desconhecidos, com gente normal, sem glamour, sem compromisso, sem

relacionamento posterior, sem nenhum envolvimento. Só sexo e putaria mesmo.

Às vezes dá muito certo, às vezes, nem tanto. Mas tem hora que o negócio vale a

pena demais. Vou contar hoje pra vocês sobre uma foda que fizemos com um

cara que vimos na página do SexLog, buscando dotados em uma capital dessas

nossas para onde iriamos passar 10 dias.

Não escondo pra ninguém que meu fetiche é pau grande, duro, grosso e uma

pegada forte. Não desprezo os outros paus, mas esses privilegiados no tamanho

me tiram do sério. O dele é me ver dando como uma puta, falando putarias e

deixando os machos enlouquecidos, gozando para mim e por mim.

Pesquisando, vimos um cara que tinha um login chamativo para dizer que era

dotado e animal. Fizemos os primeiros contatos e avisamos que a partir de tal

data estariamos na cidade e trocamos Whatsapp. Meu marido não perde tempo

em deixar tudo pronto para eu iniciar a conversa. Adicionou alguns caras. Deu

certo com dois, um era massagista, o outro um dotado que gostava de casadas.

Entre várias conversas pinta a oportunidade de a gente se encontrar com o

dotado. O cara trabalhava a noite e poderia dar uma fugida. Marcamos no apto

onde estávamos. Minhas pernas já tremiam desde essa confirmação. Parecia uma

virgem indo pro date da foda kkk Meu esposo o pegou de carro e o encontrou na

rua. Entraram pela garagem. Enquanto isso eu tomei banho, vesti um shortinho,

me perfumei e passei um lapis no olho e brilho na boca. Quando eu vejo a porta

se abrir, olhei para os dois, cumprimentei o moço com a cabeça e um sorriso de

leve. Era um cara alto, malhado, cabelos negros e lisos, faixa dos trinta e poucos.

Ele veio, me cumprimentou com um beijo na testa e pediu para ir ao banheiro se

lavar porque vinha do trabalho. Foi ao banheiro, jogou uma agua no corpo e já

saiu de lá pelado. Eu, trêmula, virei o copo de cerveja e fui até ele, que me

abraçou, pegou na minha bunda e foi se encostando em mim. Pensei: é agora.

Vamos lá. Deitei de bruços na cama do apart e disse que adoraria ser massageada

pra aquecer as turbinas. O cara comçeou a colocar a pica perto da minha cara, e

começou massageando meus ombros, minhas costas, foi descendo a mão pela

minha bunda num movimento circular delicioso. A mão dele era enorme. Logo

passei a mão no pau dele e comecei a bater uma punheta pra ver logo aquela

vara dura, no tamaho final e ter a exata noção do que me esperava. Comecei a

rebolar na mão dele. Pela mão enorme, imaginei dois dedos socando buceta e cu

ao mesmo tempo. Hummm, delicia.

Eu sentia que ele aproximava o pau da minha cara, com desejo que eu o metesse

na boca com vontade. Sei que eu o decepcionei porque ele esperava uma

mamada fenomenal. E eu sei dar. Mas não rolou. Tratei de virar a barriga pra

cima e o garotão comecou a mamar minhas tetas. Uma delícia aquela boca

quente mordiscando meus bicos e descendo até o clitoris com a maestria de um

chupador profissional. Como chupava gostoso, sugando e soltando ao mesmo

tempo. E junto com isso, metia o dedo num movimento vai e vem fantastico na

minha buceta, que nessa hora já escorria tesão. Quando fico tarada, o clitoris fica

durinho e a bucenta carnuda. Comecei a balancar a bunda pra ele entender que o

cuzinho também estava sedendo pelo dedo grosso dele. Fechei os olhos e me vi

no paraiso. Aiiii porrraaa. Eu falava, caralho, picudo, mete fundo.

Nisso, levantei e fiquei de quatro na cama mostrando para ele que a buceta já

nao aguentava mais de vontade de levar aquela picona dura dele. Caramba, o

cara abriu minha bunda, mirou o cuzinho, meteu a lingua nele e na buceta ao

mesmo tempo. Parecia que não chupava uma mulher há meses. E eu que não

dava há dias. Quando ele me deixou excitadissima eu levantei a bunda querendo

encontrar o lado do pau dele e fui atras de enfiar aqui no meu buraco molhado.

Uiiii, que entrada triunfal… ele chegou metendo já com força. Cara, o macho

estocou muito e com vontade, sem parar… parecia que não se cansava. E não me

deixava nem me mexer, socando o pau dentro, forte, batendo os ovos na minha

bunda. Eu gemia alto. Meu espopso filmando tudo. Também de pau duro,

querendo meter, mas ao mesmo tempo não querendo perder nem uma cena. E

nós fudemos em cima da cama, posição frango assado, papai e mamãe, sentei no

pau dele de cócoras, de todo jeito que imaginei na hora… o pau grande dele duro

e só metendo, socando no meu útero. Eu gemia de tesão, segurando para gozar

junto com ele. Eu disse isso: quando for gozar me avisa pra ser juntos. Ele estava

tão molhado de suor que parecia que havia tomado um banho de piscina. Eu

sentia aquele corpo me tomando toda pra ele. Ele só respirava forte e fazia uns

discretos: ai gostosa. Dois momentos ficaram marcados como os mais fodões: na

hora que eu fiquei em pé na parede e ele me agarrou por trás pela barriga e me

socou como uma égua. Era tão rápido, tão forte, tão uniforme que eu gozei ali

mesmo. Ele firme, sem gozar e nem parar um minuto. O outro foi o que eu fui pra

cima da cama e fiquei de quatro e comecei a falar com ele que estava me

sentindo uma cadela no cio, com vontade de dar para uns cinco machos, deixar

todos eles gozarem em mim, me lambuzarem toda, depois mandaria todos se

sentarem no chão e que eu iria mijar nos paus deles. Quando o cara ouviu isso eu

vi os movimentos dele ficarem mais rápidos, o pau engrossar e ele gemer forte

num gozo lento, deliciosamente duradouro a ponto de me fazer gozar pela

segunda vez como uma puta tarada. Parecia que o pau dele ficou inchado como

o dos cachorros que se prendem dentro das bucetas das cadelas. Foi um gozo

duplo e alucinante. Tomara que ele não se esqueça dele e queira ter outros.

Minha buceta, inchada e dolorida até agora, vai agradecer muito. Meu sexlog lanatarada-ouse vc é de João Pessoa ou Goiania meu zap 64-98111 1864

2057 views

Contos relacionados

macumba e prazer

Com apenas três meses de casada, Carolina estava sentindo-se frustrada .Pois todo o encanto que imaginara estava sendo muito diferente ,a inexperiência deles era sentida, criados por famílias...

LER CONTO

O BESOURO

Era Noite um calor infernal perturbava meu sono, uma linda lua no céu negro brilhava por mais estivesse abafado, o corpo molhado de suor. O vento quente batia entre as cortinas da janela...

LER CONTO

Comendo e dando o cu pela primeira vez….

Eu e meu amigo casados, sempre vamos ao futebol juntos, nossas mulheres são amigas, nesse dia elas avisaram que iriam ao salão e depois ao shopping, voltamos do futebol e fomos pra casa dele tomar...

LER CONTO

DESEJOS ANTIGOS

Sou Kasado, 46 Anos, uma esposa tesuda, mas quero aqui compartilhar minha história, taras e desejos. É bom demais foder mulheres gostosas (como minha esposa) e outra amiga que pego. Lindo ver a...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 3 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos