Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos fetiches » A surra de chinelo

A surra de chinelo

Publicado em 24/04/2024 por Bruna

Contos eróticos  A surra de chinelo

Eu namoro a 3 anos, conheci meu namorado eu ainda era Virgem e tinha muito medo de tudo em relação a sexo posições enfim, nossa relação estava se abalando por isso por eu não consegui transar de verdade e então assisti o filme 50 tons de cinza e isso despertou meus fetiches, eu já gostava de cheirar os pés dele e ele gostava de me ver cheirar, então pesquisei sobre ser submissa e gostei, principalmente dos contos e então falei pra ele oq eu queria e ele topou, ele chegou em minha casa depois de um dia longo de trabalho e sem  ter tomado banho já com a ideia  de me fazer cheirar e beijar seus pés e me perguntou :

– é isso mesmo que você quer?
E então o respondi:

-Simm!

então ele me pegou pelas orelhas e mandou eu ajoelhar e cheirar os pés dele ainda de chinelo , tinha um cheiro de borracha com pé suado ai eu já estava molhada e então puxando minha orelha mandou eu tirar os dois chinelos dele com a boca e entrega-lo e então ele jogou o par de chinelos no chão e me pegou novamente pela orelha e fez eu cheira e beijar o pé esquerdo por um tempo, e sempre puxando minhas orelhas e me ordenando a cheirar entre os dedos, as solas e beijar, puxando minha orelha me ordenou a cheirar o pé direito:

– Cheira esse agora e cheire bem pq se eu ver que não está cheirando como eu quero vc vai levar uma surra de chinelo

E então eu cheirei como ele mandou e notei que ele estava rindo e gostando do que estava vendo e então percebi que ele estava de pau duro, e então sem a sua permissão e fobia acabei indo até seu pau para chupar ele puxou forte minha orelha nessa hora e falou:

– eu mandei vc parar de cheirar meu pé?? ( puxando forte minha orelha e me arrastando )

e então ele pegou seu chinelo ele calça 42 e balançou em frente ao meu rosto e falou:

– Agora você vai levar uma surra, e aguente sem reclamar pq vai ser a primeira de muitas

me pegando pela orelha mandou eu ajoelhar e empinar a bunda,

– Empine bem essa bunda que vou te educar você não queria ser submissa? Então toma sua puta ( plaft plaft plaft plaft plaft plaft…) ele me batia e falava

– eu mandei vc cheirar meu pé, pq o teu lugar é e sempre foi em baixo da sola do meu pé ( plaft plaft …) ele falava e batia e eu gemia de dor mas ele continuou batendo e falando

– Você não falou que eu teria dó de Te surrar? ( plaft , plaft , plaft…)  isso é ter dó sua vagabunda ? ( plaft , plaft, plaft…) eu comecei a chorar ele parou de bater puxou minha orelha pegou o chinelo o colocou em meu nariz e mandou eu cheirar

– CHEIRA, cheira bem ( e esfregava aquele chinelo suado com chulé em meu nariz e puxando forte minha orelha) e falava

– cheire meu chinelo e olhe bem para ele  pra vc lembra dessa surra toda a vez que olhar meus pés, e então me pegou pelas orelhas e mandou eu ajoelhar para cheirar seus pés  novamente e falou me segurando pela orelha e esfreguando seus pés em minha face

– você vai cheirar meus pés todo dia que eu chegar e eu faço questão de vim direto do trabalho não me interessa se estou com chulé ou não pq antes só cheirava depois que tomasse banho né? Agora o bagulho vai ser difente  e so  vai parar quando eu mandar, ou vai levar outra surra ouviu?

minha bunda ardia no total teria levado 50 chineladas, eu balancei a cabeça e então ele soltou minha orelha e ficou esfregando seus pés em minha face por um tempo e mandando eu beijar e agradecer pela surra que tinha levado e então o agradeci

– obrigada pela surra e por me obrigar  a cheirar seus pés

Ele só me olhava respirando forte por conta da surra que tinha acabado de me dar, e então ele falou

– Chega, va prepara meu banho

e então fui ele tomou seu banho quando voltou ao quarto me pegou pelas orelhas e então falou

– hoje vc vai me dar do jeito que eu quiser, se vc não me obedecer vai levar outra surra

E então vi que ele gostou de me ordenar puxando minhas orelhas ele mandou ajoelhar e chupar ele na hora obedeci então ele me puxou pela orelha e me comeu de todas as formas possíveis sempre puxando minhas orelhas quando queria mudar de posição e me ordenando a ficar como ele queria e falou  – você gostou de apanha né, quem diria que uma surra bem dada ia fazer vc me dar assim e metendo ele me pegou pelas orelhas mandou eu abrir a boca e ejaculou dentro dela e mandou eu engolir, minha bunda ardia ardia muito e então ele me pegou pelo braço acendou a luz e apreciou  as marcas deixada por ele e seu chileno e me mostrou no espelho do quarto oq minha desobediência causa no meu corpo e quando achei que tinha acabado ele me pega novamente pelas orelhas e manda eu beijar seus pés e cheirar, confesso que foi uma mistura de tezao com medo aquela surra doeu muito fiquei 1 semana sem sentar mas eu gostei e sim eu amei mesmo ser submissa do meu namorado.

540 views

Contos relacionados

Deixa eu te chamar de mamae

Olá Vim confessar  que desde criança sempre tive um desejo enorme de poder ter minha mãe, e desda primeira punheta que bati eu sempre gemia falando * mamãe...

LER CONTO

Tesão em ser corno, convenci minha esposa a fuder com meu amigo

Há algum tempo vendo videos de homens deixando sua mulher ter prazer com outros homens, me peguei de pau duro, isso foi tomando conta e comecei a imaginar minha mulher transando com outro, bati...

LER CONTO

Comendo a sobrinha safada do chefe

Conto Erótico  Comendo a sobrinha safada do chefe 2024 Fala galera, hoje vou trazer mais uma história e desta vez vai ser como eu comi a sobrinha do meu chefe. O nome dela era Milena, tipo...

LER CONTO

ME INTRODUZINDO.

contos eroticos 2024 me introduzindo em audio Ele arfava sobre mim um hálito quente e alcoólico. Como eu estava deitada sobre meus pulsos algemados às costas, sentia considerável...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 1 + 2 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos