Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

Tia Solange

Publicado em 30/06/2023 por Fatpimp

Mais um conto real pra vocês

Agora vou relatar pra vocês uma aventura sexual muito louca, a mais louca da minha vida.

Em 2010, eu tirei férias do Carnaval. Tava de saco cheio de me incomodar por pouca coisa, de brigar por causa de dinheiro. Então, naquele ano eu não desfilei na harmonia de nenhuma escola de samba. E foi uma ótima decisão.

Minha família tem casa na praia. Foram todos pra Cidreira. Menos eu.

Na sexta-feira de Carnaval, quando cheguei em casa, minha família já tinha ido viajar. Dei graças.

Ficaria sozinho, em paz. Fui no armazém comprar umas bobagens pra comer assistindo aos desfiles. Chegando lá, encontrei minha tia, irmã do meu pai.

Tia Solange é uma mulata vistosa. Tinha um corpo muito bonito pra idade. Resumindo… era uma coroa gostosa.

– Oi, meu querido, amor da tia. Tu não foi pra praia.

– Não. Quero aproveitar esse ano que não estou em nenhuma escola e assistir o Carnaval. Se eu tivesse ido com eles, não conseguiria fazer.

– Então faz assim… vai lá em casa e assiste comigo. Me faz companhia.

– Combinado. Quando estiver quase começando os desfiles, eu vou pra lá.

– Tá bom então. Te espero!

Na hora marcada, desci a rua e fui pra casa da tia.

– Boa noite, tia… cheguei.

– Vem, já tá começando.

Minha tia catou na TV a cabo dela, o desfile das escolas de samba de São Paulo. Ficamos nós dois assistindo.

Lá pelas tantas, apareceu na tela uma linda mulata. Muito gostosa. A mulher era uma deusa.

– Caraca… que mulata gostosa!!

– Humpf…

– O quê foi, tia?

– Sou mais, meu querido!

– Ah tá. Quero ver então…

– Já volto!

A tia levantou do sofá e foi pro quarto. Achei que ela tinha se chateado com o meu comentário.

Pra meu espanto, ela voltou do quarto vestindo um biquíni branco e sapato de salto. Estava super sexy.

Ela começou a sambar na minha frente e sambava muito bem. Era excitante vê-la daquele jeito.

– Ok, tia… tu ganhou. É bem melhor que aquela mulata.

– Sou mesmo? Então senta aqui no chão.

Obedeci. A tia veio em minha direção e comecou a sambar na minha cara. Esfregando aquela raba gostosa em mim. Virou de frente, segurou minha cabeça e me puxou em direção a sua buceta.

– Sente o cheiro da minha buceta suada, safado da tia.

Quando ela me soltou, me levantei do chão e joguei ela em cima do sofá, tirei a parte de baixo do biquíni dela e caí de boca naquela bunda gostosa. Que raba gostosa de lamber, aquele cuzinho suado era uma delícia.

– Vai, safado… chupa o meu cuzinho… que delícia essa língua no meu rabo… me chupa toda…

Deitei ela no sofa e comecei uma bela chupada na buceta. Ela não se controlava mais, seu corpo tremia.

– Eu vou gozar na tua boca, meu lindo… chupa mais… chupa a buceta da tia…

Chupava e esfregava o grelo dela ao mesmo tempo. O gozo era inevitável.

– Aaaaaaiiii… ai… ai… que gostoso.

Ela me puxou pra cima dela e me deu um beijão na boca. Como se fosse minha namorada.

– Vem pro meu quarto… eu quero mais… quero tudo!!

Fomos pro quarto dela na maior pegação, minhas roupas ficaram espalhadas pelo chão da casa, pelas escadas.

Quando entramos, tia Solange me jogou na cama e tirou minhas cuecas. Quando viu meu pau, arregalou os olhos.

– Que tico grande, meu fofinho…

– Ele é todo teu!

Ela engoliu meu pau. Me chupava como se eu fosse o último homem do planeta. Mas não durou muito tempo. Logo que ela viu a dureza do bicho, montou em mim feito uma amazona tarada. Como é gostoso ver uma mulher metendo um caralho na xereca.

Sentada em mim, rebolando como uma cadela no cio, tia Solange me beijava e dizia tudo que estava sentindo.

– Nunca pensei que um ia dar a buceta pra um sobrinho. Sei que é pecado o que estamos fazendo. Mas o tesão bateu mais forte… só quero gozar nessa pica, me fode… me come todinha!

Comecei a socar nela, titia mexia feito as mulatas da escola de samba. Que delícia de mulher.

– Vai… mete gostoso… me faz gozar nesse cacete… fode o bucetão da titia!

– Como tu é gostosa… eu sempre quis te comer, tia!!

– Então come… me come toda! Agora, tu é o macho da titia… dono dos meus buracos… fode os buracos da titia… fode… eu vou gozar… vou gozar!!

– Eu também vou gozar, tia!!

Gozamos juntos, aos beijos. Gozava e metia. Fiquei dentro dela até meu pau amolecer. Tia Sol caiu deitada em cima de mim, respirava ofegante, se refazendo do gozo.

– Isso foi maravilhoso, meu gostosinho… Nossa, que loucura! Vem tomar um banho comigo.

Fomos pro banho. No chuveiro o namoro recomeçou. Beijos, carinhos e dedadas. Abraçado em seu corpo, me sentia nas nuvens.

Acariciei sua bunda e dei um tapa. Titia gemeu, bem putinha.

– Ai… se bateu, tem que comer.

Foi a senha pra foda recomeçar.

Encostei ela na parede do box, tia Sol abriu as nádegas, consentindo com as minhas intenções.

Meti meu pau todinho na bunda dela e soquei com força, fazendo ela gemer de prazer.

– Vai, safado… fode o cu da titia… mete tudo no rabo da titia.

Abraçado ao corpo dela, fodia com vontade. Eu metia com força naquele cu gostoso. Mordia seu pescoço feito um tigre esfomeado.

– Me morde, me come… me deixa marcada… fode o cu da tua puta… me faz gozar pelo cuzinho… soca essa pica gostosa em mim…

Saímos do chuveiro. Joguei ela na cama. Tia Sol deitou de pernas abertas, passava a mão na buceta e lambia.

– Fode o meu cuzinho assim… arregaça minhas pregas…

Deitei sobre ela e enfiei tudo, sem dó. Ela deu um grito e cravou as unhas em mim.

– Isso… soca forte… soca com tudo… meu gostoso… gordinho da tia… meu macho!!!

Me beijava na boca, me dava tapas na cara. Aquilo só aumentava o meu tesão e o dela também.

– Vai… vai… mete… mete que eu vou gozar… me faz gozar pelo cu… vou gozar… aaahhhh!!

Tia Sol deu uma gozada incrível. Senti seu cuzinho apertando meu pau, parecia que estávamos engatados feito cão e cadela. Ela fez um carinho no meu rosto e me beijou novamente. Com uma voz calma me disse:

– Eu nunca gozei tanto dando a bunda. Tu foi maravilhoso, meu querido.

– A senhora é um tesão, tia. Uma mulher muito gostosa.

Ficamos deitados em silêncio um bom tempo, nos refazendo da nossa transa. Então, tia Sol quebrou o silêncio e me fez uma proposta irrecusável.

– Meu bem, sei que somos tia e sobrinho, mas depois so que aconteceu hoje, somos muito mais. Tu tem as tuas namoradas, eu sei. Mas a partir de hoje, te quero na minha cama. Serei só tua por quanto tempo tu quiser. Tudo bem pra ti?

Não respondi. Apenas abri suas pernas e comi ela de novo. Assinei nosso acordo com a minha porra espalhada em seus seios.

– A partir de agora tu é minha. Vou te comer sempre que você quiser.

Durante o feriado de Carnaval transamos todos os dias. Na casa dela, na minha casa, na cama dela, na minha… até na cama dos meus pais eu comi o cu dela. Foi um feriado incrível.

Espero que tenham gostado de mais uma história real.

Até mais!!

1485 views

Contos relacionados

Achei minha tia no d4swing e no xvideos

Achei minha tia no d4swing e no xvideos Tenho 18 sou aqui de Indaiatuba e desde os 12 sinto um enorme desejo pela minha tia. ela tem 39 anos e gostosa e tem cara de safada tá separada e tem 3 filho...

LER CONTO

TITIOS

ACORDEI CHORANDO ASSUSTADA LEMBRANDO DE MAMÃE NAQUELA CAMA DE HOSPITAL QUERENDO ESTAR AO LADO DE PAPAI QUE PASSAVA NOITES COM ELA QUANDO TITIA ME SOCORREU ME LEVANDO PARA SEU QUARTO ME FALANDO QUE...

LER CONTO

Comi mais uma sobrinha.

conto erotico Comi mais uma sobrinha. 2024 O dia que comi outra minha sobrinha!!! Como eu contei no conto anterior vou relatar agora o dia que transei com  minha outra  sobrinha. Tudo ocorreu...

LER CONTO

FALSO INCESTO – 2

Escute o conto  FALSO INCESTO - 2 em áudio Parte 2 Parte 3 Parte 4 Parte 5 Final Aparentando uns quarenta anos, o sessentão Vinicius, que na juventude foi classificado para as...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 3 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos