Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos Gays » Novas experiências

Novas experiências

Publicado em 03/04/2024 por Charles Silva

 

Conto erotico Novas experiências 2024

Renato sempre foi um homem muito atencioso com todas as pessoas e sempre disposto a ajudar. Todos o admiram porque Renato era aquele tipo de homem que não mede esforços para ver a outra pessoa feliz. Renato Araújo é um homem de 1,80m e com um corpo atlético, Muitos pelos espalhados pelo seu corpo, especialmente por suas pernas torneadas e sua bunda grande. Todas as mulheres do seu bairro e do seu departamento tem uma certa admiração por aquele homem gentil e sedutor. Sua vida amorosa sempre foi privada o que a gussa ainda mais a libido das pessoas. Aquele belo homem e sempre gentil tinha algum segredo que não gostaria que fosse revelado ou descoberto. Renato estudou numa das melhores escolas públicas daquela região e o seu notório saber fez com que ele se formasse numa das melhores faculdades do estado onde a sua carreira foi para o caminho da arquitetura urbana. Renato era melhor em tudo o que fazia por isso o seu projeto urbanístico foi aprovado e os moldes da cidade em vias de finalização renderam homenagens ao seu avô materno.

No Dia da inauguração da cidade, algumas autoridades estavam presentes e Renato foi convidado. Todos estavam felizes eu houve um pequeno baile além da homenagem. Renato estava radiante porque havia também reencontrado alguns colegas da sua graduação que vieram lhe prestigiar. Renato recebeu muitos elogios e muitos abraços, mas houve um abraço em especial em que ele se deteve mais.  Renato acabava de conhecer Tomás e Marcos. Tomás era o seu amigo da graduação que havia casado recentemente com Marcos. Foi uma surpresa para todos os presentes pois Tomás era um dos meninos mais nerds da turma e sempre que me confrontavam sobre relacionamentos ele tinha uma resposta certa para escapar.

O baile seguiu o fluxo e algumas pessoas partiram, e no bate papo Renato acabou voltando sua atenção para Tomás e Marcos. Renato estava inquieto e gostaria de saber mais sobre o casal mas a sua educação o Marcos regulava a mesma idade de Renato porém era um homem experiente. Marco chamou o seu companheiro num canto sussurrou algumas palavras no seu ouvido e os dois voltaram sorrindo com uma taça de champanhe nas mãos cada. Como já estavam em menor quantidade de pessoas, Marcos desabotou alguns botões da sua camisa o que lhe deixou à mostra o seu dorso peludo. Tomás por sua vez soltou os seus cabelos que estavam amarrados num coque moicano, os dois fitavam Renato de cima A baixo enquanto falavam amenidades e lembranças do passado.

inebriados com a música de fundo que tocava alguma coisa parecida com bossa nova e jazz, Tomás e Marcos ficaram mais próximos um do outro e sutilmente começaram a se acariciar. Marcos começou a fazer cafuné em Tomás, suas mãos passeavam pela cabeça e pela nuca e Tomás era invadido por alguns arrepios que deixavam seus braços evidentes daquela sensação. Depois de alguns arrepios, Foi a vez de Tomás retribuir o carinho fazendo caristas na barriga de Marcos mais suas mãos calientes escorregavam pela calça do seu companheiro e repousava sobre a genital.

porno telegram

Renato muito discreto a cena de carícias do casal e se limitava a sorrir mas o seu corpo foi mais rápido e começou a dar sinais de excitação. Seus lábios ficaram mais secos, ele pediu ao garçom que trouxesse mais água e começava da sua fronte a escorrer em suor perfumado que se misturava a sua barba e corria pelo pescoço até cair nos seus pêlos toráxicos apesar do tempo que não estava quente. Renato não conseguia mais prestar toda a sua atenção no diálogo porque percebera que o seu coração também havia disparado enquanto observava atentamente as carícias daqueles dois rapazes muito educados e sorridentes.

Marcos já havia sacado que Renato estava desejoso, sussurrou novamente no ouvido de Tomás e cortou o diálogo convidando todos para continuar a conversa em outro lugar. Enquanto ele fazia o convite ele pegou a mão de Tomás e conduziu-a até o pênis de Renato que ficou estático e sem palavras porém o seu corpo já tomava outras formas visíveis que se formavam dentro da sua calça.

Marcos olhou para Tomás que olhou para Renato e fez o sinal de silêncio. Começaram a descer as escadas do lounge e se encaminharam para o estacionamento.

Tomás sentou na direção e Marcos abriu a porta para que Renato sentasse atrás. Renato se sentou e Marcos também se sentou atrás. Renato se dirigiu para Marcos e disse que não precisava se preocupar e que poderia ficar sentado à frente com o seu marido e Marcos Tocou seus dedos nos lábios de Renato como se dizesse impedi-lo de continuar se desculpando. Eles se olharam fixamente e Marcos lhe roubou um beijinho. Renato ficou corado e olhou no espelho para Tomás que apenas sorriu e piscou um dos olhos.

Ar condicionado ligado E o veículo já na estrada Tomás e avisou que estaria indo para a praia de Abricó. Marcos começou a fazer afagos no pescoço de Renato Enquanto cantava as músicas que tocavam. Renato olhou para Marcos e observando pelo retrovisor ouviu que Renato nunca tinha se encontrado antes com um casal gay mas que este era o seu desejo desde adolescente e que por conta da sua educação a possibilidade de desfrutar de algum tipo de prazer ficava em segundo do plano. Comovidos com o depoimento do amigo Renato, Tomás er Marcos disseram-lhe que seriam as pessoas mais gentis com Renato e que ele estaria prestes a entender o que era Felicidade.

Logo que chegaram à praia Tomás e Marcos naturalmente tiraram suas roupas e deixaram no veículo e quanto Renato timidamente retirou somente a camisa. Tomás e Marcos se olharam e ali mesmo na parada começaram a se beijar. Em um determinado momento eles olharam para Renato e o convidaram a fazer parte do trio. À medida que se beijavam o casal retirava lentamente cada peça de roupa de Renato e guardavam delicadamente sobre o banco de trás. Após alguns minutos o casal teve oportunidade de ver o belíssimo corpo que se revelava nas sombras e que sabiam que era virgem. Renato timidamente retirou sua cueca e deixou a amostra o seu membro viril duro como uma rocha fazer sombra no chão. Novamente os meninos após esta pausa retornaram aos beiços que se tornavam mais quentes e mais intensos.

A esta altura os 3 corpos Já se tocavam e se acariciavam mutuamente. Tomás conduziu os outros 2 parceiros até um costão de pedras e todos foram caminhando. Em pouco mais distante havia um grupo de 6 pessoas sentados à beira de uma pequena fogueira. Ali já era os primeiros minutos da manhã seguinte, a lua minguante brilhava timidamente no céu e ouviasse ao fundo alguma música.

Logo que chegaram nas pedras encontraram 4 casais gays mantendo relações sexuais em lugares distintos E todos perceberam a chegada do grupo mas não pararam de fazer amor. Tomás e Marcos iniciaram loucamente beijos e abraços enquanto tocavam seus membros e puxavam para si A participação de Renato. Renato ainda estava tímido e Marcos diz para Tomás: Não era este o seu amigo mais querido e que você tanto desejava? Agora ele está aqui e o seu sonho será realizado! Renato não acreditava no que ouvia e no impulso Olhando para Tomás e Marcos disse que a primeira vez que olhou para Tomás sentiu um desejo Inaexplicável e que ele sabia que era tesão. Tomás então se ajoelhou e sorveu cada centímetro daquela rola imensa e grossa que Não cabia dentro da sua boca. Marcos abocanhou os mamilos de Renato que começava a ofegar alto.

No instante, Aquele pacato homem e gentil fora se tornando audaz e safado. Ele empurrava a cabeça de Tomás enquanto suas mãos percorriam as entranhas e os membros de Marcos. Começaram ali, Sobre as toalhas brancas a manter a melhor relação sexual que um homem pode ter. Eles sabiam em cada ponto que deveriam tocar e como deveria ser o ritmo da sucção. Pelo olhar e pela respiração eles entendiam a linguagem corporal que ali se estabelecera.

A cena de amor dos 3 rapazes chamou a atenção dos outros casais que estavam também tendo suas relações amorosas. Um dos casais terminou por se aproximar dos rapazes. Estiraram por ali próximo a sua canga, E começaram a penetrar de quatro. No auge, Marcos exclama para Renato que consegue sentir o pulsar do seu coração e Renato responde que é chegada a hora de deixar possar o coração dentro.  Tomás se deita na toalha, Marcos se encaixa por cima e Renato cobre Marcos. O trio fica passeando entre palavras obscenas, sussurros, gemidos e beijos. O Começa a observar Começa a observar Aquele filme ao vivo encaminha com as mãos o pênis de Tomás para dentro de Marcos. Renato sente de perto um frenesi e fica se esfregando por um momento mas eis que o seu pênis Também escorrega para dentro e os amigos acabam experimentando uma dupla penetração.

Os outros casais que estavam um pouco mais afastados voltam seus olhares e caminham para próximo de onde já estão o grupo. Perdidos sob a luz do luar os casais começaram a fazer troca de parceiros e ninguém Pertencia a ninguém a não ser para o prazer. O grupo que estava na fogueira ficou atônito com o filme de cinema que se levantava nas pedras de Abricó. Renato foi possuído e se deixou possuir por vários homens naquele dia, Mas ele fez questão de gozar com Tomás Que era o seu grande amor não revelado. Marcos depois de ter sido possuído e possuir vários outros homens também se voltou para Renato e disse-lhe Que ele tinha realizado o seu maior sonho que era ver o seu parceiro feliz com Renato que era o seu amor também da Juventude. Renato, Tomás e Marcos tomaram Aquele momento para si como um compromisso E os outros casais presentes como testemunha de um reencontro com muito orgasmo e satisfação.

De longe o que se via eram corpos masculinos De diversas anatomias que gemiam, urravam e criavam sons excitantes quando os corpos se conectavam através do sexo. Exalavam entre si os seus perfumes, suas salivas e deixavam marcas nos corpos que se apresentavam de pele mais clara. Tapas, palavrões e puxões de cabelo eram entrecortados por miados e palavras de ordem como: Mete! Fode! Come! Chupa! Engole! Goza! Era uma poesia viva de palavras desconexas cheias de arrepios, semên, suor e sorrisos.

Marcos olhou para Tomás e sorriu. Tomás olhou para Renato e perguntou se ele gostaria de casar com ele e com Marcos. Marcos acenava com a cabeça que sim e Renato respondeu que sim também. Todos os que estavam presentes bateram palmas e Se beijaram novamente cada um com o seu par ou seu trio. As ondas do mar saudavam os 3 jovens que ali cumpririam a sua missão de fazer um mundo melhor a partir deles. O trio repousou enquanto assistia a cena de outros casais que continuavam ali na frente deles o balé de orgasmos.

Ajude a manter a página Club Dos Contos Eroticos, faça uma doação em PIX [email protected], SUA AJUDA É MUITO IMPORTANTE.

68 views

Contos relacionados

Isso que rola no cine Arouche?

Estou a 4 anos só, e desde o começo do ano 2020 estava na seca, todas as noites via filmes pornos, e me masturbava antes de dormir, e comecei a ver filmes gays e comecei a ficar com vontade de...

LER CONTO

Estou quase virgem

Olá eu sou o Márcio, 60 anos, 1.70mt 85 kg. Olhos e cabelos castanhos, poucos pelos, pênis médio 15cm mas grossinho. Eu sou casado mas a esposa bem imagina das minhas vontades e taradisses. Sempre...

LER CONTO

Dei pros meus amigos

Dei pros meus amigos Oi me chamo Kacio, e o que eu irei contar aconteceu comigo na casa de um amigo, que os pais dele iriam viajar e ele ia ficar sozinho na casa dele. Eu e o meu amigo e mais cinco...

LER CONTO

Estrupado no quartel

Estrupado no quartel Eu sempre fui gay e do tipo com a bunda bem grande. Sempre tive vontade de servir o exército, sempre tive vontade de subir dentro da instituicao militar . Mas nunca fui...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 5 + 2 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos