Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos Incestos » Meu tio e meus pezinhos. Parte III

Meu tio e meus pezinhos. Parte III

Publicado em 01/07/2024 por Camilinha18

Terceira parte

Acordei cedo, tomei um banho pra despertar meu corpo, comi alguma coisa e segui pra aula.
A manhã estava passando arrastada.
A vontade de me aninhar no colo do meu tio, as lembranças do dia anterior são repetidas na minha cabeça, me deixando por várias vezes distraída, vagando em meus pensamentos.
Peguei meu celular, e mandei uma mensagem.
-Um bom dia, pra aquele que fez meu domingo mais que especial.
Alguns minutos depois, meu celular vibra.
-Bom dia minha princesa! Já estava achando que não receberia um bom dia seu.
-Seu bobo! Depois de ontem como poderia não te desejar um bom dia especial. Não paro de lembrar, não paro de ter vontade de estar com vc novamente.
-Minha princesa, o tio está aqui sempre pra vc e pra esses pezinhos deliciosos.
-Tiooo, vc está me distraindo da aula. Rs
-Era a intenção.kkk
-Ta só querendo atenção né?
-Claro, tô sozinho aqui e sentindo falta desses pés deliciosos na minha boca.
-Olha que danadinho vc é tio. E ainda por cima só sente falta dos meus pezInhos.
-Claro que não é só dos seus pezinhos. Mas foi onde tudo começou. E vc sempre será a minha princesa. como não vou sentir falta?
-Acho bom mesmo. Tô com saudade já, tanta que já tô molhadinha aqui.
-Um essa saudade é boa. Gostei de saber.
-Safadoo. Kkk
-Falando nisso, você esqueceu a sua calcinha.
-Eu sei quando chegar passo ai. Acho que intencional. Kkk o soutien também.
-Soutien?
-Sim, lembra da hora que passou óleo nos meus peitinhos?
-Claro que lembro.
-Então aquela hora eu puxei e joguei pro lado direito, deve ter caído no chão.
-To vendo aqui. Achei!
-Que bom. Agora tenho que ir.Mais tarde passo aí e pego.
-Beijinhos carinhosos pra esse tio taradinho nos meus pezinhos de princesa.
-Vai lá minha linda. Te espero aqui mais tarde.
O restante do manhã se passou e eu contando as horas.
Vontade de estar com ele, a única coisa que me incomodava era a minha tia, com quem ele era casado. Apesar de estar com ele a uns 10 anos, não tinha muita intimidade com ela. No fundo isso facilitou, talvez se fôssemos ligadas não teria me deixado levar. Mas na verdade sempre me atraiu homens mais velhos e ele sempre me chamou atenção desde pequena. Sempre que o via na rua corria pra abraçar e beija-lo.E essa coisa dele falar dos meus pezinhos começou mesmo na minha adolescência. E confesso que sempre que ele elogiava meus pés eu adorava e ele me cativou com esse jeito carinhoso.
Enquanto o ônibus cruzava os bairros me lembrei de uma das vezes que fomos pro sítio dele, um gramado, verdinho, coqueiros de cada lado da ruazinha de entrada, uma piscina deliciosa com uma cascata, que adorava ficar por trás, me segurando na borda. Uma casa grande com três quartos que tilha uma varanda enorme nos 4 lados da casa. Atrás da casa tinha um morro que ainda fazia parte da propriedade. Lindo demais aquele lugar! Fica em Guapimirim RJ.
Eu lembro que todos saíram da piscina e ficou ele e a tia Vi. Eu estava esperando na fila do banho e resolvi voltar pra piscina. Quando cheguei vi que eles se beijavam próximo dos degraus da piscina. Dei a volta e fiquei observando eles dois, ele estava setado no degrau e ela sentada no colo de frente pra ele e se beijavam, dava pra ver ela rebolando no colo dele. Aquilo mexeu comigo, me despertou em relação ao sexo e em relação a ele também. Fiquei com uma pontinha de ciúmes, queria eu estar ali no colo dele. Mas no dia seguinte, todos na piscina e ele fazendo churrasco. Eu fiu lá com a desculpa de pegar ums carnes pra petiscar.
Ele estava sozinho.
-Oi tio! Tem carne aí pro pessoal?
-Oi minha princesa. Tem sim só mais uns minutinhos.
-Ta bom vou te fazer companhia enquanto espero.
-Você nem elogiou meus pezinhos hoje.
-Verdade, mas é porque a sua tia estava perto o tempo todo. E ela não gosta quando elogio seus pés. Mas eles são lindos minha princesa.
-Poxa ela não gosta dos meus pés?
-Não é isso minha linda. Ela tem ciúmes mesmo. Rs
Aquela resposta me deixou mais confiante em relação a ele prestar atenção em mim, mesmo que seja somente por conta dos pezinhos. Mas que ela sentia ciúmes eu adorei saber, porque ontem eu senti também .
Voltei com as carnes e ele levou os refrigerantes e cervejas.
Ficamos todos na piscina, e sempre que podia por algum motivo chegava perto dele, pedia pra me ajudar a boiar, pedia ele pra colocar um pedacinho de carne na minha boca, com a desculpa da mãos estar molhada. Em algumas vezes eu mergulhava e surgia do nada no meio das suas pernas já apoiando nelas por conta dele estar setado, chegava bem próximo quase no seu ouvido e falava.
-Tio, me dá mais carninha na boca, a sua é uma delícia.
Sorria e olhando pra ele, voltava a mergulhar.
E foi assim durante aquele feriadão. Mas depois disso tive uns namoradinhos e a vida foi passando. E agora quatro anos depois estou eu aqui lembrando disso tudo.
Me empolguei nas lembranças, sorrindo sozinha. Quando reparei que estava próxima a minha parada, mandei uma msg pra ele.
-To chegando em 10 min. Deixa o portão aberto pra não precisar chamar.
-Oi minha linda, deixarei sim. Te aguardo ansioso.
Logo depois cheguei e fui entrando pra não chamar atenção.
Fechei a porta e quando virei estava ele ali sem camisa com aquele peito cabeludo, cueca samba canção. Corri pro seus braços agarrado seu pescoço cruzei minhas pernas e dei um beijo gostoso e demorado.
-Estava com saudade mesmo?
-Claro que estava. E vc?
-Também estava. Lembrei de vc o dia todo.
-Que bom saber.
-Vai tomar um banho, deixei a sua toalha em cima da pia. Enquanto isso vou preparar um lanche pra gente.
Dei outro beijinho e fui pro banho.
Deixei a porta aberta na esperança dele entrar, mas não veio.
Quando sai perguntei.
-Tio! Onde você está?
-Venha tô na sala de cima.
A casa dele tem dois andares com uma sala íntima no andar superior.
Subi as escadas e fui recebida com um morango geladinho na boca.
-Nossa! Morango. Eu amoooo!
-Eu sei, por isso comprei.
-Vc não existe, sábia?
Ele se virou, pegou uma garrafa Miolo Rose Brut que eu amoo. E duas taças. 🥂 Nós serviu e brindamos. Olhando um nos olhos do outro como manda a tradição, bebemos os primeiros goles e depois disso nos beijamos.e sentamos para “lanchar”.
-Achei que era uns sanduíches. Rs
-Gostou? Sei que vc curte uma boa taboa de frios.
-Nossa você lembrou, gosto mesmo. Frios e japonês.
-Verdade, não lembrei. Podemos pedir.
-Nada, está ótimo tudo isso pra nós dois.
Tem tudo que eu amo ainda veio vc de brinde.
Rimos
Tinha azeitonas, morangos, uvas, queijos, presunto Parma, pastinhas e alguns pães.
Tudo que eu amo, e sei que ele tbm gosta.
Ficava ali olhando, pra aquele homem por que me apaixonei na adolescência continuava presente na minha vida e agora mais que nunca.
O espumante foi fazendo um efeito em mim. E logo estava soltinha, o roupão dele que estava usando já estava aberto e eu nua por baixo, sentada em seu colo, já sentindo o volume duro encostando na minha bucetinha. Ele me beija a o pescoço, passava a língua pelos meus seios, dava mordidinha, que me faziam arrepiar. Meus bicos durinhos a mercer daquela boca faminta que me sugava com força me arrancando suspiros e gemidos.
Peguei minha taça e enquanto ele sugava meus seios derramei sobre eles e ele sorvia com gosto. Depois me deitou no sofá, e foi percorrendo meu corpo com sua língua, até chegar nos meus pezinhos. Ele beijava chupava meus dedinhos, mordia minha solinhas e calcanhar. Sentia uma coisa tão gostosa quanto da primeira vez. Ele subiu pelas pernas, e as abriu, ele enterrou sua língua deliciosa na minha bucetinha. Me arrancando gemidos, enfiou um dedo, dois e já me fodia com eles e quando chupava meu grelinho. Eu forçava a cabeça dele na minha buceta e gozei a primeira vez. Ele sugava todo o meu mel. Eu o puxei e beijei sua boca.
Toco sua piroca gostosa que estava dura como uma rocha, puxo ela pra fora e vou punhetando. Me ajeito de 4 no sofá e beijo aque vara, dou lambidinhas na cabeça e coloco todo na boca. Chupo com vontade com desejo, sugadas na cabeça e vou punhetando ele gostosamente, chupo seu saco todo raspadinho.
Um saco raspadinho faz toda diferença. Rs
Peço pra ele colocar em mim. Ele se levanta e me segura de quatro e vai de língua no meu cuzinho, me arrepio toda.
-Aiii, tio, me chupa gostoso, mete a língua nesse rabinho.
-Me faz gemer gostoso.
-Me faz sua putinha gostosa.
-Mete essa língua no meu cuzinho gostoso.
Eu tendo o meu cuzinho chupado e acariciando meu grelinho vou a loucura e gozo mais uma vez.
Ele me me levanta e me beija novamente.
Coloca dois dedos na minha buceta, os tira e enfia na minha boquinha.
E só no meu ouvido sussurrando.
-Quer dizer que a minha princesa quer ser minha putinha?
Eu olho pra ele com os dedos na boca e confirmo com a cabeça.
Ele segura um dos meus bicos do peito, dando um leve aperto.
-Fala pra mim. Quero ser sua putinha.
E eu repito.
-Quero ser sua putinha tio.
-Quero ser toda sua. Faz tudo comigo.
Ele tira meu roupão, dobrando meu corpo sobre o sofá. Me dá uma palmada, que juro não esperava e solto um grito mais pelo susto. Nisso ele da outra eu grito novamente e ele da mais uma. Minha bunda já estava marcada com sua palma da mão. Branquinha que sou, fiquei logo vermelha, marcada por aquele que eu queria que fosse meu macho. Ele me vira colocando de pé, e bate em um dos meus seios, arrancando gemidos, ele da no outro. Eu sentia que era diferente do que eu imaginava, mas gostava.
-Aii, Tiooo!
-Você não quer ser minha putinha?
-Quero tio. Mas.
Levei outro tapa nos seios. Ele me vira de costas, e fiquei com aquela rola dura no meio da minha bundinha, me sarrando gostoso. Eu rebolava, em quanto ele segurava firme meus seios. Deus mais uma série de palmadas estaladas na bunda.
Eu tentei sair mas ele me segurou.
Minha bucetinha molhada pingando de tesão. Ele passa os dedos na minha bucetinha que estava toda molhada.
Me deitou no sofá abriu m minha apenas, me deixando como se fosse um frango assado e enfiou de uma só fez. Senti uma dorzinha gostosa.
-Ahh, que delícia tio. Me fode gostoso.
Fode a sua princesinha, fode com força! Mete na buceta da sua princesinha.Ai que delícia!!! Vou gozar, vou gozar.
Ele me vide costas, lambe meu cuzinho, coloca um dedinho e vai forçando gostoso.
Depôs lubrifica com Ky e enfia aquela cabeça no meu rabinho até colocar até o fundo. Sinto seu saco batendo a minha chaninha.
Ele soca soca, soca bem fundo. Eu estava amando ser comida com força, pedia mais.
-Soca fundo meu amor, meu tio, meu tesão.
– Vou gozar!!!
-Goza no rabo da sua princesa.
Ele deu uma gozada gostoso no fundo do meu cuzinho.
Transamos loucamente durante o fim de tarde e a noite. Eu nunca fui tão bem comida.
Minha bucetinha estava toda esfolada de tanta pirocada, meu cuzinho TB
Acabamos adormecendo e dormimos juntinhos.
Na manhã seguinte nem fui a aula.
Tinha dito pra minha mãe que iria dormir na casa de uma amiga e iria direto pra aula.
Passamos o dia todo nos curtindo, como se eu fosse a esposazinha dele.
Até hoje transamos sempre que dá.
E como dá! Rs

35 views

Contos relacionados

Sodomia incestuosa -5a

Deidre sabe que está atrasada para a cerimônia de anúncio do noivado do Principe Stanislaw com a rica herdeira Yeneska. Ela se distraíra com os games no computador e se esquecera do...

LER CONTO

AINDA COMO MINHA MÃE!

SEMPRE TIVE UM ESTRANHO E INSASIÁVEL TESÃO POR MINHA MÃE QUE ME TEVE AINDA NOVA SENDO MINHA AMIGA CONFIDENTE E COMPANHEIRA A PONTO DE SE PASSAR POR MINHA NAMORADINHA PARA FAZER CIUMES PARA AS...

LER CONTO

Masturbação mutua de primo e prima

Eu e minha prima passamos para a mesma faculdade e para não termos muitas despesas fomos morar juntos, em casa andávamos a vontade, não tinha maldade nenhuma somos primos até que um dia estava...

LER CONTO

Quero engravidar minha tia casada IV

Devido as regras sociais e religiosas do casal Liana e Afonso, eles raramente ficam nus em frente um ao outro. Afonso é presidente do conglomerado presbiteriano evangélico e dono de diversos...

LER CONTO

1 - Comentário(s)

  • Carlos 04/07/2024 19:53

    Amei seus contos,fiquei imaginando tudo de vc, dever ser muito linda.

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 4 + 4 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos