Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Club dos contos eroticos » Contos Cornos » FUI CORNO QUANDO NAMORAVA, NA LUA DE MEL DEPOIS DE CASADO.

FUI CORNO QUANDO NAMORAVA, NA LUA DE MEL DEPOIS DE CASADO.

Publicado em 01/04/2023 por fernandes silva brito

COMECEI A SER CORNO NO NAMORO 2° PARTE:

Dando continuidade nos relatos das saídas da minha namorada nas várias vezes em que ela transou com outros caras, sendo que muitas delas não tive oportunidades de presenciar, apenas sei dizer porque olhei no celular dela no gerenciador de redes WI-FI, de vários, e este relato é mais um que assistir. Numa sexta feira, peguei ela na saída do trabalho, fomos pra casa e fiquei com ela até umas 23:00 horas, e em alguns momentos eu percebi ela um pouco inquieta, imaginei logo o que era, alguma balada que ela queria ir, então fingir que estava com dor de cabeça e falei que iria embora, dei um beijo nela e fui embora, cheguei em casa mudei de roupas e retornei a casa, ficando na pracinha que de lá tinha uma visão da casa dela, com pouco tempo depois parou o carro da amiga, logo em seguida minha namorada saiu e entrou no carro, então fui seguindo até um balada, ao chegar lá, quando eu pensei ter mais alguém no carro, só desceram elas duas, fiquei dentro do meu carro a esperar até umas 04:00 horas da manhã quando elas duas e mais dois caras, cada uma abraçadas com seus respectivos acompanhantes,  logo de cara eu vi que não era Rodrigo o que estava abraçado com Lú, era um outro que ela provavelmente conheceu na balada, depois minha namorado entrou no carro desse cara, enquanto sua amiga tomou outro destino, então sair seguindo eles de longe até pegarem a BR sentido saída da cidade, pensei comigo, estão indo para o motel, nisso encostei mais um pouco do carro dele, e com os faróis do meu carro ligado, ficava impossível alguém conhecer o meu, logo assim que eles entraram eu entrei também, fiquei observando qual o apto deles, logo que vi, fui para o meu apto, dei um tempinho no apto e depois fui até o que ela estava, ao chegar lá passei pelo canto do toldo, e ao entrar tomei um susto, é que as luzes da garagem acenderam se devido o sensor de presença, nesse momento corri para o canto da porta para sair do raio de presença, me acalmei e passei a escutar o que eles falavam, como estava do lado de fora do apto, porém próximo deles, comecei o barulho da água do chuveiro, eles tinha ido tomar banho primeiro, nisso ouvir ela dizer, será que vai caber em mim, é muito grosso seu pau, e quando desligaram o chuveiro foi aí que passei a ouvir os sons deles, e ouvi ele mandando ela masturbar ele e falava: bati gata que tá gostoso, vai Luciana bati e chupa meu pau, mete toda na sua boca, em alguns momentos ouvir ela se engasgando, depois disso, silenciou por alguns segundos, mas logo ouvir ele chamar ela para a cadeira erótica, nessa hora tentei abrir a porta, mais infelizmente se encontrava fechado na chave, fiquei um pouco frustrado, só que o mais importava naquele momento era que alguém estava satisfazendo os desejos da minha namorada, que é sentir prazer, nesse momento que ela estava na cadeira erótica, passei a ouvir ela falando: mete rápido e com força Breno, quero gozar no seu pau, me come com força, seu pau é gostoso, logo após ela mandou ele meter rápido e falou que estava gozando, e devido o silêncio da madrugada, o som ficou muito alto, em seguida foi a vez dele gozar,após isso voltou a silenciar, nessa hora eu já tinha gozado também, passou mais de uma hora sem ninguém falar nada, e de repente escuto um barulho que percebi que era minha amada chupando o pau dele novamente, e assim ela falou, vamos Breno quero outra, quero que você me satisfaça muito, ele então falou: chupe Luciana, engole tudo, e mais uma vez ela se engasgou, que pelo jeito era grosso demais o pau dele, poucos minutos ele mandou ela ficar de quatro, em seguida ela passou a gemer e pedindo mais, mandando ele meter rápido que iria gozar novamente, e voltou a gritar dizendo que estava gozando,

FUI CORNO QUANDO NAMORAVA, NA LUA DE MEL DEPOIS DE CASADO.

FUI CORNO QUANDO NAMORAVA, NA LUA DE MEL DEPOIS DE CASADO.

depois foi ele que falou que iria gozar na boquinha dela, e entendi que ela estava batendo punheta e chupando o pau até ele urrar e gozar na boquinha de minha futura esposa, deram um tempinho até ouvir o barulho da água descendo do chuveiro derramando, foi aí que retornei para o meu apto, pedir a conta e sair, indo direto pra casa para depois ir pegar ela para levar pro trabalho, já se passa das 08:00 horas quando cheguei na casa dela, e ao me aproximar para beijar, observei vestígio de esperma nos cabelos dela, então peguei nos cabelos dela falei: Lú tem um pouco de creme de cabelos aqui encima, ela olhou desconfiada pra mim e me beijou agradecendo, e foi ao banheiro lavar.  E assim foi mais uma noite de prazer para todos nós. No próximo relato contarei como já sabia que ela me traía.

1051 views

Contos relacionados

Salvando o emprego do maridinho com a bunda

É quase uma hora da manhã. Telma adentra a confortável sala de sua casa num luxuoso condomínio privado e encontra seu marido Raul, dormitando no sofá em frente à televisão. Telma gentilmente...

LER CONTO

O empregado da sra. Silvia I

Eu e meu marido somos alemães. Traí meu marido pela primeira vez quando tinha 21 anos e somente depois de dois anos de casada. Voltemos à época da 2a, Guerra Mundial. Meu marido e eu viemos para o...

LER CONTO

O primeiro chifre foi maravilhoso

Sou corno a anos já, mas vou contar como foi a primeira vez de minha esposa puta com outro homem, depois de anos conversando com ela sobre o assunto ela resolveu que ia me dar o que eu queria , um...

LER CONTO

Submetida pelo patrãodo marido I

Rafer está lendo os documentos dentro de seu carro, estacionado no aeroporto. De repente, um SUV Poshe Cayene estaciona na vaga cuja frente fica paralela a lateral do carro dele. Por simples...

LER CONTO

0 - Comentário(s)

Este Conto ainda não recebeu comentários

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 3 = ?
© 2024 - Club dos contos eroticos