Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

EU, TROUXA!

Publicado em 29/10/2022 por charlinhos

As coisas não estavam bem, vendo a rotina imperar decidi tentar algo novo com Betina que não cedia, como sempre me deixando cada vez mais louco por seu cuzinho, que tentei comer por duas vezes, porém não foi possível deixando ela dolorida e machucada

Quando a presenteei com alguns vibradores pedindo que o laciaçe, deu medo do escândalo que fez e alegando que não a estava respeitando mais, foi embora para a casa de sua mãe.

Era comum receber mensagem onde me contavam por onde Betina andava, porém nada sobre traição mesmo assim, cansado de bancar seus passeios e compras com amigas preparei o acordo do divórcio onde deixava ela sem nada, mesmo porque ela nada acrescentou materialmente nesses anos de relacionamento, embora tinha intenção de indeniza – la pela paciência, cuidado e carinho que sempre teve comigo.

Quando pensava num encontro para por fim de vez nessa putaria, mesmo com ela afirmando que só estávamos dando um tempo pra nós, ela apareceu em casa e enquanto jantava reuniu coragem para falar que estava voltando para casa, porém antes queria dar o cu para um senhor muito experiente no assunto que pelo que viu em foto tinha o tamanho de pica ideal para isso.

Sem esperar minha resposta, mesmo porque não sabia o que pensar, ela sentou em meu colo me beijando como poucas vezes me beijou dando quase para sentir sua essência e apertando meu cacete que crescia assustadoramente em suas mãos, me encarou falando que não via a hora de ver ele atolado em seu cuzinho.

Quando dei por mim Betina estava indo embora, porém antes de sair levantou a saia mostrando a deliciosa e perfeita bunda com o fiozinho socado nela quase me fazendo gozar a seco ao contemplar o volume de sua boceta greluda moldado nele.

Naquela mesma noite liguei para ela impondo condição que deveria ser em nossa casa ficando mais aliviado quando falou que fora sua amiga, a quem já rebolou por vezes em meu cacete, que o havia apresentado

No dia marcado me escondi no escritório depois de preparar o ambiente deixando o Pc ligado no módulo espião e me culpando porque o combinado era eu não estar ali, além de ligar avisando quando estivesse chegando, não fosse o tamanho do meu cacete que chegava formigar de tão duro com a estranha excitação querendo tomar a alma, teria desistido quando vi aquele senhor desabotoando o vestido de minha mulher enquanto beijava ardentemente sua boca, mesmo com ela afirmando que não haveria isso, quando o vestidinho, única peça que usava parou em seus pés que chutou para longe, mostrando seu corpo esguio e curvilíneo por ser rata de academia, embora não precise, dava para ver suas virilhas meladas e os mamilos eretos com ela jogando a cabeça para trás com seus cabelos cobrindo a bunda quando o senhor puxou ela mais para si largando as bocas para mamar em seus seios me deixando enciumado e arrependido por nunca ter essa paciência em chupa-los com ela se contorcendo cada vez mais, porém quando ele meteu a mão com carinho porém com firmeza sua boceta, Betina se tremeu toda empurrando ele me deixando num misto de decepção e alívio enquanto segurava a boceta com uma das mãos e com a outra insistia para mantê-lo afastado até dar uma bufada e enrolando os cabelos jogando os para trás ajoelhou na frente do velho me deixando de olhos arregalados quando puxou a calça para baixo fazendo seu cacete seu cacete bater no umbigo sendo praticamente do mesmo tamanho que o meu, porém bem mais fino.

Quando Betina conseguiu segurar ele com a boca chegando a engasgar ao atolar quase as bolas na boca deixando a babá escorrer melando seus seios, coisa que nunca fez comigo, quase pirei de raiva chegando a ficar cego e não fosse o barulho que faziam teria ouvido meus gemidos tendo que me encostar na parede quase não dando tempo de tirar a pica pra fora cuspindo jatos de porra longe e o que me despertou foi ouvir Betina gemer alto falando com dificuldade que na boceta não porque não tinha tomado remédio e que o combinado era só no cuzinho.

Estava morto e como zumbi vi ele tirando a pica melada da boceta de Betina que deitou de bruços em nossa cama com as pernas para fora virando a cabeça vez ou outra para beijar loucamente a boca do coroa que entrava cada vez mais em seu cu, com ela fazendo escândalo de dar medo falando coisas sem sentidos tais como era bom demais levar a pica dele no cuzinho e que eu a mataria se visse eles ali e mesmo com a pica querendo espirrar novamente morri mais um pouco quando falou que seu cuzinho já estava com saudades dele.

Os gemidos de Betina pareciam flechas em minha alma aumentando meu choro ainda mais quando ela concordou que daria para ele sempre e sem ação fiquei estático quando meu celular tocou fazendo os gemidos cessarem e apavorado, depois de silencia-lo vi Betina apavorada colocando o senhor para fora dali que se não se impose teria saído nu.

Horas depois morri mais um pouco quando ela tentou abrir a porta do escritório me chamando de amor perguntando se eu estava ali e já cansado de chorar depois de tomar quase meia garrafa de conhaque, dei de cara com minha mãe que entrou feito furacão em casa com minha irmã e amiga querendo saber sobre o vídeo que viram porque acabei deixando a cama conectado com o Pc dela.

Enquanto contava o ocorrido, acho que porque estava bêbado, enquanto minha mãe me dava um tremendo esculacho, ficou mais calma quando falei que não estávamos mais juntos e encontrou os papéis do divórcio.

Queria morrer enquanto via minha mãe e as meninas arrumando as malas de Betina que estão aqui na garagem de casa porque ela não veio buscar nem deu notícias o que me deixou muito preocupada e com dó de seus pais que fizeram de tudo para encontrar a filha e nesta procura angustiante descobrimos que naquela noite Betina foi pedir ajuda para seu amante porque bloqueei todos os cartões e conta, por estar com sua esposa acabou mandando Betina embora descobrindo dias depois que a amiga de minha irmã soltou o vídeo na rede e uma das filhas do coroa foi atrás de Betina para dar uma coça nela, porém ela e mais duas amigas acabaram matando Betina.

Depois de três anos de bebedeira e terapias estou tentando reconstruir minha vida, porém nunca consegui esquecer Betina que parece morar até hoje em mim

1574 views

Contos relacionados

Sem saber meu marido escutava eu sendo enrabada – 2

Me chamo Silmara e estou casada há três anos. Eu estou sendo abraçada fortemente por trás, me segurando firmemente no suporte da cabeceira da cama enquanto Diogo lentamente entra e sai do meu...

LER CONTO

O OUTRO; SERIA EU?!?!

Quando conheci Josy achei que havia encontrado a mulher ideal porque tive que trabalhar muito para consegui levar ela para a cama me deliciando com seu corpo trêmulo e arrepiado enquanto beijava...

LER CONTO

A Patrona dos Cornos

Sem falar de meus olhos esverdeados, chamo atenção de muitos homens, e modéstia parte sou do tipo MMG (mulher madura gostosona) pois de uma coisa nunca desleixei, meu corpo. Afinal de contas não...

LER CONTO

A casada do meu condomínio

A casada do meu condomínio Eu tenho uma fantasia nessa casada, que sempre tive olho nessa gostosa. Quando passava de moto, toda empinada, com seu marido, não  tinha como não  olhar. ...

LER CONTO

2 - Comentário(s)

  • Karlberto 18/12/2022 23:05

    A minha ex chegou a fazer um perfil no insta chamado corno trouxa. Ela e o amante da época rindo da minha cara. O que machuca nao é ser traído mas nao ter pelo menos presenciado. O máximo que vi foi ela voltar de umas mini férias na praia com a rodela muito machucada, aberta, veias saltadas. Ah como sonho ate hoje com um caiçara atolado no rabo dela rasgando e mijando gala bem fundo

  • Maxson 11/11/2022 02:27

    Show

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 2 + 5 = ?

Parceiros Do Site

© 2024 - Club dos contos eroticos